domingo, 13 de julho de 2014

Crosby, Stills, Nash & Young - Discografia essencial

Banda: Crosby, Stills, Nash & Young
Gênero: Classic Rock
 
Front
Disco: Déjà Vu
Ano: 1970(*)
Faixas:
1. Carry On (Stills) 4:28
2. Teach Your Children (Nash) 2:54
3. Almost Cut My Hair (Crosby) 4:30
4. Helpless (Young) 3:39
5. Woodstock (Mitchell) 3:54
6. Déjà Vu (Crosby) 4:13
7. Our House (Nash) 3:00
8. 4 + 20 (Stills) 2:08
9. Country Girl: Whiskey Boot Hill/Down, Down, Down/Country Girl (I Think You're Pretty) (Young) 5:12
10. Everybody I Love You (Stills, Young) 2:20
Créditos:
David Crosby: Guitar, Vocals
Stephen Stills: Bass, Guitar, Keyboards, Vocals
Graham Nash: Guitar, Keyboards, Vocals
Neil Young: Guitar, Harmonica, Keyboards, Piano, Vocals
Gregory Reeves: Bass
Dallas Taylor: Percussion
Músicos convidados:
Jerry Garcia: Steel Guitar ("Teach Your Children")
John Sebastian: Harmonica ("Déjà Vu")
(*) CD lançado em 1987.
Logo Design by FlamingText.com
Front
Disco: 4 Way Street (Expanded)
Ano: 1970(*)
Faixas:
Disc 1
1. Suite: Judy Blue Eyes (Stills) 0:33
2. On The Way Home (Young) 3:48
3. Teach Your Children (Nash) 3:02
4. Triad (Crosby) 6:55
5. The Lee Shore (Crosby) 4:29
6. Chicago (Nash) 3:11
7. Right Between The Eyes (Nash) 3:37
8. Cowgirl In The Sand (Young) 3:59
9. Don't Let It Bring You Down (Young) 3:31
10. 49 Bye-Byes/America's Children (Stills) 6:35
11. Love The One You're With (Stills) 3:19
12. King Midas In Reverse [Bonus Track] (Clarke, Hicks, Nash) 3:43
13. Laughing [Bonus Track] (Crosby) 3:36
14. Black Queen [Bonus Track] (Stills) 6:45
15. Medley: The Loner/Cinnamon Girl/Down By The River [Bonus Track] (Young) 9:41
Disc 2
1. Pre-Road Downs (Nash) 3:04
2. Long Time Gone (Crosby) 5:58
3. Southern Man (Young) 13:45
4. Ohio (Young) 3:34
5. Carry On (Stills) 14:19
6. Find The Cost Of Freedom (Stills) 2:21
Músicos:
David Crosby: Guitar, Vocals
Stephen Stills: Bass, Guitar, Keyboards, Vocals
Graham Nash: Guitar, Keyboards, Vocals
Neil Young: Guitar, Harmonica, Keyboards, Piano, Vocals
John Barbata: Drums
Calvin Samuels: Bass
(*) CD lançado em 1992, com 4 faixas extras. Gravado ao vivo nos seguintes locais: The Fillmore East, New York, de 2 a 7 de junho de 1970; The Chicago Auditorium, Chicago, Illinois, em 5 de julho de 1970; The Forum, Los Angeles, California, de 26 a 28 de junho de 1970.
Logo Design by FlamingText.com
Cover
Disco: American Dream
Ano: 1988
Faixas:
1. American Dream (Young) 3:15
2. Got It Made (Stills, Young) 4:36
3. Name Of Love (Young) 4:28
4. Don't Say Goodbye (Nash, Vitale) 4:23
5. This Old House (Young) 4:44
6. Nighttime For The Generals (Crosby, Doerge) 4:20
7. Shadowland (Ryan, Nash, Vitale) 4:33
8. Drivin' Thunder (Stills, Young) 3:12
9. Clear Blue Skies (Nash) 3:05
10. That Girl (Stills, Vitale, Glaub) 3:27
11. Compass (Crosby) 5:19
12. Soldiers Of Peace (Nash, Doerge, Vitale) 3:43
13. Feel Your Love (Young) 4:09
14. Night Song (Stills, Young) 4:17
Créditos:
David Crosby: Guitar, Vocals, Lead Vocals (faixas 6, 11), Acoustic Guitar (faixas 9, 11)
Stepehn Stills: Guitar, Vocals, Keyboards (faixas 1, 2), Lead Vocals (faixas 2, 8, 10, 14), Electric Guitar (faixas 3, 4, 6, 8, 9, 10, 14), Bass Synth (faixa 4), Percussion (faixa 8), Acoustic Guitar (faixa 12), Synths (faixa 14), Handclaps (faixa 14), Bass (faixa 14)
Graham Nash: Guitar, Vocals, Keyboards, Lead Vocals (faixas 4, 7, 9, 12), Piano (faixa 4), Electric Guitar (faixa 6)
Neil Young: Guitar, Vocals, Keyboards, Lead Vocal (faixas 1, 3, 5, 8, 13, 14), Electric Guitar (faixas 1, 2, 3, 4, 6, 7, 8, 9, 10, 12, 14), Percussion (faixas 3, 13), Additional Piano (faixa 4), Harmonica (faixa 11), Acoustic Guitar (faixa 13)
Joe Vitale: Drums (faixas 1, 2, 3, 4, 6, 8, 9, 14), Synth (faixa 4), Additional Vocals [at the end] (faixa 7), Percussion (faixas 8, 13), Keyboards (faixas 9, 10, 11, 12), Vibes (faixa 13)
Bob Glaub: Bass (faixas 1, 2, 3, 6, 8, 9, 10, 12)
Niko Bolas: Handclaps (faixa 1)
Tim Mulligan: Handclaps (faixa 1)
Tim Fosters: Handclaps (faixa 1)
Brentley Walton: Handclaps (faixa 1)
Joe Lala: Percussion (faixas 2, 7, 9, 10), Drums (faixa 12)
Mike Finnigan: B 3 Organ (faixa 6), Keyboards (faixa 12), Additional Vocals (faixa 12)
Chad Cromwell: Drums (faixa 10)
The Bluenotes (Larry Cragg, Steve Lawrence, Tommy Bray, Claude Claillet, John Fumo): Horns (faixa 10)
The Volume Dealers Choir (Kelly Ashmore, Betsy Aubrey, Tom Banghart, Cha Blevins, Niko Bolas, Craig Doerge, Scott Gordon, R. Mac Holbert, Stanley Johnston, Bill Krause, Debbie Meister, Tim Mulligan, Graham Nash, Susan Nash, Jay Parti, Steve Perry, Vince Slaughter, Stephen Stills, Joe Vitale, Neil Young, Paul Williamson): Chorus [last] (faixa 12)
Logo Design by FlamingText.com
Cover
Disco: Looking Forward
Ano: 1999
Faixas:
1. Faith In Me (Stills, Vitale) 4:21
2. Looking Forward (Young) 3:08
3. Stand And Be Counted (Crosby, Raymond) 4:53
4. Heartland (Nash) 4:29
5. Seen Enough (Stills) 5:14
6. Slowpoke (Young) 4:32
7. Dream For Him (Crosby) 5:03
8. No Tears Left (Stills) 5:07
9. Out Of Control (Young) 4:10
10. Someday Soon (Nash) 3:44
11. Queen Of Them All (Young) 4:24
12. Sanibel (Sarokin) 4:20
Créditos:
Stephen Stills: Bass (faixa 1), Hammond B3 Organ (faixa 1), Electric Guitar (faixas 1, 3, 4, 7, 8, 11), Acoustic Guitar (faixas 1, 2, 5, 8, 10), Hand Held Cowbell (faixa 1), Tymbales (faixa 1), Maracas (faixas 1, 8), Bataa (faixa 1), Doubled Basses (faixa 8), Percussion (faixa 11)
Neil Young: Electric Guitar (faixas 1, 3, 4, 5, 7, 8, 11), Acoustic Guitar (faixas 2, 9, 10), Guitar (faixa 6), Harmonica (faixa 6), Celeste (faixa 11)
David Crosby: Vocals, Electric Guitar (faixa 3), Acoustic Guitar (faixa 7), Tiple (faixa 9)
Graham Nash: Vocals, Acoustic Guitar (faixa 10)
Luis Conte: Congas (faixa 1), Jombe Bass Drum (faixa 1), Bataa (faixa 1), Percussion (faixa 7)
Alex Acuña: Additional Tymbales (faixa 1)
Joe Lala: Additional Congas (faixa 1)
Joe Vitale: Drums (faixas 1, 3, 4, 5, 7, 8, 10, 11, 12), Additional Hammond B3 Organ (faixa 1), Bataa (faixa 1)
Jim Keltner: Drums (faixas 2, 6, 9)
Donald "Duck" Dunn: Bass (faixas 2, 3, 5, 6, 9, 10, 11)
Spooner Oldham: Pump Organ (faixa 2), Keyboards (faixas 6, 9)
Ben Keith: Pedal Steel (faixas 2, 6, 9), Dobro (faixa 2)
Mike Finnigan: Hammond B3 Organ (faixas 3, 4, 8, 11)
Gerald Johnson: Bass (faixa 4)
James Raymond: Piano (faixas 4, 7)
Lenny Castro: Percussion (faixa 4)
"Hutch" Hutchinson: Bass (faixa 7)
Bob Glaub: Bass (faixa 12)
Snuffy Garrett: Guitar (faixa 12)
Craig Doerge: Keyboards (faixa 12)
Vince Charles: Percussion (faixa 12)
Denny Sarokin: Guitar (faixa 12)
Logo Design by FlamingText.com
Cover
Disco: Déjà Vu Live
Ano: 2008
Faixas:
1. What Are Their Names? (Crosby) 2:28
2. Living With War - Theme (Young) 3:25
3. After The Garden (Young) 3:41
4. Military Madness (Nash) 4:02
5. Let's Impeach The President (Young) 5:43
6. Déjà Vu (Crosby) 7:15
7. Shock And Awe (Young) 5:08
8. Families (Young) 2:58
9. Wooden Ships (Crosby, Kantner, Stills) 8:18
10. Looking For A Leader (Young) 3:55
11. For What It's Worth (Stills, Furay) 4:50
12. Living With War (Young) 5:24
13. Roger And Out (Young) 5:37
14. Find The Cost Of Freedom (Stills) 3:55
15. Teach Your Children (Nash) 3:20
16. Living With War - Theme [Reprise] (Young) 3:01
Créditos:
David Crosby: Rhythm Guitar, Vocals
Stephen Stills: Lead Guitar, Rhythm Guitar, Keyboards, Vocals
Graham Nash: Rhythm Guitar, Piano, Vocals
Neil Young: Lead Guitar, Rhythm Guitar, Piano, Vocals
Músicos adicionais:
Rick Rosas: Bass
Chad Cromwell: Drums
Spooner Oldham: Keyboards
Ben Keith: Pedal Steel
Tom Bray: Trumpet
Gravado durante a turnê "Freedom Of Speech", realizada em 2006.
Logo Design by FlamingText.com
Front
Disco: CSNY 1974
Ano: 2014(*)
Faixas:
First Set
1. Love The One You're With (Stills) 6:13
2. Wooden Ships (Crosby, Stills, Kantner) 6:37
3. Immigration Man (Nash) 3:38
4. Helpless (Young) 4:44
5. Carry Me (Crosby) 4:42
6. Johnny's Garden (Stills) 5:18
7. Traces (Young) 3:20
8. Grave Concern (Nash) 3:19
9. On The Beach (Young) 7:38
10. Black Queen (Stills) 8:25
11. Almost Cut My Hair (Crosby) 7:07
Second Set
1. Change Partners (Stills) 3:50
2. The Lee Shore (Crosby) 4:47
3. Only Love Can Break Your Heart (Young) 3:27
4. Our House (Nash) 3:38
5. Fieldworker (Nash) 3:06
6. Guinevere (Crosby) 6:14
7. Time After Time (Crosby) 3:48
8. Prison Song (Nash) 4:02
9. Long May You Run (Young) 4:12
10. Goodbye Dick (Young) 1:40
11. Mellow My Mind (Young) 2:32
12. Old Man (Young) 4:22
13. World Game (Stills) 6:16
14. Myth Of Sisyphus (Stills, Passarelli) 4:44
15. Blackbird (Lennon, McCartney) 2:47
16. Love Art Blues (Young) 2:57
17. Hawaiian Sunrise (Young) 2:56
18. Teach Your Children (Nash) 3:16
19. Suite: Judy Blue Eyes (Stills) 9:24
Third Set
1. Déjà Vu (Crosby) 8:29
2. My Angel (Stills) 4:35
3. Pre-Road Downs (Nash) 3:29
4. Don't Be Denied (Young) 6:40
5. Revolution Blues (Young) 4:20
6. Military Madness (Nash) 5:04
7. Long Time Gone (Crosby) 6:05
8. Pushed It Over The End (Young) 7:52
9. Chicago (Nash) 4:42
10. Ohio (Young) 6:00
Créditos:
Stephen Stills: Vocal, Electric Guitar, Organ, Acoustic Guitar, Piano, Acoustic Bass, Electric Piano, Clavinet
David Crosby: Vocal, Electric Guitar, 12-String Electric Guitar, Tambourine, Acoustic Guitar
Graham Nash: Vocal, Electric Guitar, Piano, Electric Piano, Organ, Harmonica
Neil Young: Vocal, Electric Guitar, Organ, Harmonica, Piano, Acoustic Guitar, Banjo-Guitar
Tim Drummond: Bass
Russell Kunkel: Drums
Joe Lala: Percussion
(*) Gravado ao vivo em 10 concertos realizados nos Estados Unidos e Inglaterra, em 1974 , nos seguintes locais e datas: a) Nassau County Coliseum, Hempstead, New York, em 14 e 15 de agosto; b) Capital Center, Landover, Maryland, em 19, 20 e 21 de agosto; c) Chicago Stadium, Chicago, Illinois, em 27, 28 e 29 de agosto; d) Wembley Stadium, Wembley, Londres, em 14 de setembro; e) San Francisco Civic Auditorium, San Francisco, California, em 14 de dezembro.
Logo Design by FlamingText.com

Biografia:
David Crosby (nascido em 14 de agosto de 1941, em Los Angeles, Califórnia, EUA), Stephen Stills (nascido em 3 de janeiro de 1945, em Dallas, Texas, EUA) e Graham Nash (nascido em 2 de fevereiro de 1942, em Blackpool, Lancashire, Inglaterra) formaram, inicialmente, em 1969, o supergrupo Crosby, Stills & Nash, depois completado por Neil Young (nascido em 12 de novembro de 1945, em Toronto, Ontario, Canadá). Dallas Taylor (nascido em 1948, em Denver, Colorado, EUA), Ex-Clear Light, que havia tocado no primeiro disco da Crosby, Stills & Nash, tornou-se o baterista da banda em tempo integral. Greg Reeves, ex-músico de estúdio da Tamla-Motown, entrou como baixista. Mas ambos, Taylor e Reeves, eram apenas músicos contratados.
3Nesse mesmo ano, o quarteto apresentou-se no festival de Woodstock, em dois sets diferentes, um acústico e outro elétrico, com grande repercussão, graças à sua notável habilidade musical. Com a rápida fama, seu álbum de 1970, "Déjà Vu", tornou-se um dos campeões de venda do ano e uma das obras mais célebres do início dos anos 70. O poderio do disco advinha do brilho combinado dos membros da banda, em momento de alta criatividade, aliado a um excelente material. Stills, o maestro, ofereceu a surpreendente "Carry On", com seu ritmo forte e harmonia sublime, bem como a melancolia manifesta de "4+20". Young colaborou com "Helpless", adequadamente sentimental, e uma ambiciosa suíte, "Country Girl", que remanesce como uma das suas músicas mais subestimadas. "Teach Your Children", de Nash, com Jerry Garcia tocando steel guitar, era a favorita do grupo e permaneceu no setlist das suas apresentações ao vivo no decorrer dos anos. Por fim, Crosby providenciou a jazzística faixa-título e a crua e marcante "Almost Cut My Hair", uma das grandes canções contra a ordem estabelecida da época. Houve até um single Top 10 americano, decorrente da versão de "Woodstock", música composta por Joni Mitchell.
2Em maio de 1970, a Guarda Nacional abriu fogo contra manifestantes na Kent State University e matou quatro estudantes. Crosby entregou a Young uma revista noticiando o incidente e acompanhou com fascinação o surgimento de "Ohio". Gravada 24 horas após ser composta, a canção retratou o quarteto na sua fase musical mais contundente e politicamente relevante. Mas, infelizmente, permaneceu como um manifesto frustrante, levando-se em conta o potencial da banda acaso seus integrantes permanecessem unidos. Uma série de concertos legou o disco duplo "4 Way Street", revelador da diversidade do grupo em contrastantes sessões acústicas e elétricas. Na época do seu lançamento, em 1971, a banda dispersou-se em várias direções em busca de trabalhos solos.
5Sua partida inesperada e prematura deixou uma enorme lacuna no mercado de rock. Durante o ano de 1971, o grupo atingiu o seu auge e poderia embolsar discos de ouro, ainda que variasse ou trocasse a sua formação original ou mesmo através da carreira solo dos membros que o compunham. Muitos viam-no como a reencarnação americana dos Beatles. Parte do seu encanto provinha do fato de que agrupava ex-integrantes das consagradas bandas Buffalo Springfield, Hollies e Byrds. Onde a banda tocava, o público adolescente manifestava-se com o fanatismo que costumeiramente dispensa aos seus heróis. Se é verdade que outros grupos contemporâneos, como a The Band, por exemplo, apresentavam qualidade musical ou diversidade estilística semelhante à CSN&Y, desigualavam-se em carisma e popularidade. O supergrupo encontrava-se perfeitamente tranquilo no final dos 60 e início dos anos 70, ocupando-se com um repertório repleto de filosofias e valores novos, concedido generosamente ao seu público. Difundia, brilhantemente, o trimônio música, paz e amor, popularizado pelos promotores de Woodstock. Enquanto outros grupos tiravam proveito do ideal hippie, a CSN&Y teve a coragem de encará-lo com seriedade. Nos concertos e nas gravações, o grupo elogiou o movimento sem um traço de insinceridade. Era uma doutrina exemplificada nos estilos de vida dos seus integrantes e capturada em composições neo-românticas idealistas e melancólicas. Uma sensível abordagem crítica foi adicionada aos seus comentários políticos, tanto em entrevistas quanto em discos, envolvendo a agitação civil em Chicago, Ohio e Alabama.
19Com tamanha influência cultural e comercial, parecia inconcebível que o quarteto não voltasse a se reunir. Isso ocorreu em 1974, com uma turnê de grandes proporções. Um segundo disco de estúdio, "Human Highway", iniciado no Havaí e retomado após a excursão, produziu material extraordinariamente poderoso, mas acabou arquivado antes de concluído. Dois anos mais tarde, Crosby e Nash tentaram uma reaproximação com Stills e Young, reagrupando a banda para algumas apresentações ao vivo, mas o reencontro só rendeu animosidades e incompreensões.
No final dos anos 70, o conceito da CSN&Y havia caído perante os críticos musicais, que, influenciados pelo emergente gênero punk, classificavam o romantismo do quarteto como interesseiro. Também consideravam ingênuo o seu idealismo político, assim como elitista e fria a sua aprimorada técnica musical. Ocorreu aí uma renovação normal na história -- um conjunto de valores substituindo outro. De notar que apenas em 1988 o quarteto reuniu-se novamente, para a gravação de "American Dream", seu primeiro registro de estúdio após 18 anos. Foi um belo trabalho, com quase uma hora de duração e contendo canções vigorosas, como a sarcástica faixa-título, a meditativa "Night Song", a redentora "Compass", de Crosby, e a memorável "Soldiers Of Peace", de Nash. Dessa vez, no entanto, não houve turnê de divulgação do álbum.
10O quarteto reassociou-se no final dos anos 90, para gravar o disco "Looking Forward", lançado em 1999. Por ocasião do lançamento do álbum, Nash sofreu um horrível acidente de barco, quebrando suas pernas acima dos joelhos. Na excursão que sobreveio, o músico apresentou-se com pinos nos membros fraturados. As resenhas mostraram-se surpreendentemente favoráveis e o disco teve boa vendagem no Reino Unido e nos Estados Unidos (estreou em 26° lugar na parada da Billboard). Alguns críticos mostraram-se  vacilantes na sua avaliação. Uns elogiaram bastante o material acústico de Young. Na realidade, as músicas dele eram maçantes e descartáveis. Apenas Crosby e Stills pareciam ter ainda alguma centelha de energia e suas canções, "Stand And Be Counted" e "No Tears Left", respectivamente, eram um lembrete de que esses músicos admiráveis ainda podiam cantar bem, tocar com habilidade e, acima de tudo, serem roqueiros.
Outra excursão aconteceu em 2006, denominada "Fredom Of Speech", oportunizando à banda demonstrar sua oposição ao governo de George W. Bush. O documentário da turnê foi lançado no início de 2008 (The Encyclopedia Of Popular Music. Compiled and edited by Colin Larkin. New York: Omnibus Press, 2007, pp. 377-8; tradução livre do inglês).

6 comentários:

rintesh disse...

Thanks for the share!

Indignaldo Silva disse...

Thanks for comment, rintesh.

kichigai disse...

Thanks for the post! But why is "So Far" not included?

Indignaldo Silva disse...

So Far is a simple compilation.

kichigai disse...

Mostly. But it also has songs that are not on the previous albums but single only.

Indignaldo Silva disse...

OK. I'll check this.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...