sábado, 5 de julho de 2014

Al Kooper - Kooper Session

Cover
Músico: Al Kooper (introduces Shuggie Otis)
Disco: Kooper Session
Ano: 1969(*)
Gênero: Blues Rock, Electric Blues, Classic Rock
Faixas:
The Songs
1. Bury My Body (A. Kooper) 9:00
2. Double Or Nothing (S. Cropper, B.T. Jones, D. Dunn, A. Jackson Jr.) 2:29
3. One Room Country Shack (M.D. Walton) 3:37
4. Lookin' For A Home (E. Forehand) 5:52
The Blues
5. 12:15 Slow Goonbash Blues (A. Kooper, S. Otis) 9:29
6. Shuggie's Old Time Dee-Di-Lee-Di-Leet-Deet Slide Boogie (A. Kooper, S. Otis) 4:05
7. Shuggie's Shuffle (A. Kooper, S. Otis) 6:26
Créditos:
Al Kooper: Organ, Piano (faixas 1, 4), Vocals (faixas 1, 3, 4), Guitar (faixa 3)
Shuggie Otis: Guitar
Stu Woods: Bass
Wells Kelly: Drums
Mark Klingman: Piano (faixas 2, 5, 7)
The Hilda Harris-Albertine Robinson Singers: Backing Vocals (faixas 1, 4)
(*) CD lançado em 1992.
Resenha:
Em 1969, o produtor, multi-instrumentista e vocalista Al Kooper acrescentou a função de "caçador de talentos" ao seu já extenso currículo, quando resolveu sequenciar o exitoso disco "Super Session", lançado no ano anterior. A diferença essencial entre os dois álbuns é o elenco relativamente desconhecido de "Kooper Session", já que ambos convergem na apresentação de musicalidade de primeira e performances inspiradas. Com apenas 15 anos de idade, o guitarrista Shuggie Otis é um artista tão marcante quanto o maduro tecladista e guitarrista Kooper. A dupla mostra competência em juntar material cujo sucesso se apoia tanto na experiência de Kooper quanto na inspirada energia juvenil de Otis. O lado A do LP estampa canções mais curtas (chamadas "The Songs"), e o lado B, números instrumentais longos (denominados "The Blues"). Kooper e Otis conduzem a banda de apoio, integrada por Stu Woods (baixo), Wells Kelly (bateria) e Mark Klingman (piano).
Os precisos arranjos revelam uma insólita habilidade de Kooper como regente musical. "Bury My Body" – uma variação de "In My Time of Dyin'" – transforma-se num gospel divertido e mostra Kooper soltando a voz numa das músicas cantadas do disco. Por outro lado, "Double or Nothing" é uma acertada recriação da música gravada por Booker T. & The MG, que não apenas mantém cada entonação da melodia original, mas também mostra a capacidade de Otis para reproduzir o solo de guitarra de Steve Cropper, nota por nota. As jams instrumentais bluseiras foram gravadas ao vivo no estúdio e reproduzidas assim no disco. A descritiva faixa "Shuggie's Old Time Dee-Di-Lee-Di-Leet-Deet Slide Boogie" é adornada por um nostálgico duelo entre piano e bottleneck slide e também caracteriza a eficiente produção do registro sonoro. As faixas "12:15 Slow Goonbash Blues" e "Shuggie's Shuffle" não são menos tradicionais, permitindo ao duo Kooper/Otis a chance de improvisar e interagir em tempo real (Lindsay Planer, AllMusic; tradução livre do inglês).

11 comentários:

Anônimo disse...

A senha dos post?
Obrigado pelo seu trabalho.

Musicômano disse...

A senha é discofilos, anônimo. Abraço.

Only Good Song disse...

É muita preguiça desse pessoal pra procurar a senha, hein/
Semana passada devo ter recebido uns 10 email perguntando sobre a bendita. E apenas 2 voltaram pra agradecer a info.
O + triste disso tudo é que tratam as coisas como se fossemos empregados, nem BomDia falam.

Vou levar este, que não conhecia. Obrigadão. A proposito, qual é a senha mesmo?

Musicômano disse...

É verdade, Only. Mas faz parte do enredo... Pra falar a verdade, nem eu conhecida essa continuação do Super Session. E o guri detona mesmo na guitarra. Um abraço.

Giba disse...

Opa, beleza. Al Kooper é gênio, mas, realmente não desconhecia a existência deste disco. Acontece que tá sem link... Abração!

Indignaldo Silva disse...

OK, Giba, vou providenciar.

Indignaldo Silva disse...

Novo link.

Anônimo disse...

Muito obrigado. E, corrigindo minha msg anterior: "mas, realmente, desconhecia a existência desse disco". Grande abraço. Giba

Indignaldo Silva disse...

Não há de quê, Giba.

Anônimo disse...

Grande Disco Esquecido No Tempo. Mas Pra Quem Gosta De Musica Ele Continua Vivo No Coração.

Indignaldo Silva disse...

É isso aí, Cristian. Obrigado pelo comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...