domingo, 27 de julho de 2014

Magic Bubble - Magig Bubble [Bonus Tracks]

Cover
Banda: Magic Bubble
Disco: Magig Bubble [Bonus Tracks]
Ano: 2008(*)
Gênero: Psychedelic Rock
Faixas:
1. I'm Alive (Wade Brown) 2:31
2. Whiskey Fire (Wade Brown) 2:37
3. If I Should Ever Love Again (A. McDougall) 3:17
4. Changes (McDougall) 3:28
5. Cry Cry (Wade Brown) 4:35
6. Circles (Lonely Wind) (Wade Brown) 2:44
7. Sunshine Man (McDougall, F. Rondell) 2:38
8. Back To Toronto (Robertson) 2:31
9. Me & Mr. Hohner (Darin) 3:34
10. Summertime (Gershwin) 6:08
11. Ohio Sun [Bonus Track] (Fletcher, Flett) 2:56
12. Who Turned The World Around? [Bonus Track] (English, Kerr) 2:42
Créditos:
Frank Rondell: Vocals, Guitar
Rita Rondell: Vocals, Guitar
Paul Benton: Organ, Piano
Brian Kirkwood: Bass Guitar
Wade Brown: Acoustic Guitar, Electric Guitar
Sonny J. Milne: Drums, Percussion
Ivaan: Pipe
(*) LP lançado originalmente em 1970, com 10 faixas.
Logo Design by FlamingText.com
Resenha/Biografia:
A Magic Bubble, duo irmão-e-irmã de Hamilton, Ontário, Canadá, desfrutava de incontestável popularidade no cenário boêmio local quando gravou seu único disco, em 1969 – ninguém menos do que o vice-presidente da Associação dos Restaurantes de Ontário endossa o fato, no encarte do CD. A metade feminina do grupo, Rita Rondell, passaria a chamar-se, mais tarde, Rita Chiarelli, tornando-se uma respeitável bluseira, mas o que se vê na maior parte do álbum é um genuíno, embora refinado, folk rock, com toques de psicodelia e flertes ocasionais com o hard rock.
FrankFãs posteriores da bluseira Rita ficarão desapontados ao ouvirem a voz do seu irmão na maioria das faixas, porém ela se sai muito bem quando pega o microfone e fecha o disco com uma graciosa e comovente versão de "Summertime", da ópera Porgy And Bess. O estilo vocal de Frank soa um pouco teatral às vezes – o que não deixa de ser ruim –, sobretudo em "Whiskey Fire" e "Changes", mas ele compensa isso com atitude e entusiasmo, e os seus contundentes graves encaixam-se perfeitamente aos teclados de Paul Benton e à guitarra de Wade Brown.
RitaNa maior parte, a banda mostra-se mais competente do que inspirada – algumas canções almejam parecer mais pesadas do que realmente são –, mas os melhores momentos do disco confirmam as palavras da Associação dos Restaurantes de Ontário, e é uma pena que o grupo tenha acabado logo após o lançamento do álbum. A reedição do disco, pela Fallout Records, inclui dois singles não inseridos no LP original (nos quais a banda canta louvores à Ohio, talvez um destino exótico para os habitantes de Hamilton); trata-se, portanto, da coleção completa das músicas gravadas pela dupla (Mark Deming, AllMusic; tradução livre do inglês).

2 comentários:

celso disse...

Esse eu nunca ouvi falar. Vou encarar pq tão dizendo que é psicodelic.
Tô upando um negócio que achei aqui no meio de uma caixa de sapatos.
Papa fina.
Daqui a te mando.

Musicômano disse...

Eu também não conhecia, Celso. Aliás, é impressionante a quantidade de bandas que a gente nunca ouviu falar, geralmente de um disco só, mas que são boas. Bem, pelo menos melhor do que a maioria das bandas novas. Vou aguardar a papa fina. Abraço, Celso.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...