sábado, 3 de maio de 2014

David Bowie - Live Santa Monica '72

Cover 1
Músico: David Bowie
Disco: Live Santa Monica '72
Ano: 2008(*)
Gênero: Alternative Rock, Glam Rock
Faixas:
1. Introduction by B. Mitchell Reed from KMET Radio (0:13)
2. Hang On To Yourself (2:46)
3. Ziggy Stardust (3:22)
4. Changes (3:27)
5. The Supermen (2:55)
6. Life On Mars? (3:27)
7. Five Years (4:32)
8. Space Oddity (5:04)
9. Andy Warhol (3:49)
10. My Death (5:50)
11. The Width Of A Circle (10:43)
12. Queen Bitch (3:00)
13. Moonage Daydream (4:53)
14. John, I'm Only Dancing (3:16)
15. Wating For The Man (5:44)
16. The Jean Genie (4:00)
17. Suffragette City (4:11)
18. Rock 'n' Roll Suicide (3:01)
Músicas de autoria de David Bowie, exceto "My Death", composta por Eric Blau, Mort Shuman e Jacques Brel, e "Waiting For The Man", composta por Lou Reed.
Créditos:
David Bowie: Guitar, Vocals
Mick Ronson: Lead Guitar, Bass Guitar, Vocals
Trevor Bolder: Bass Guitar
Mick "Woody" Woodmansey: Drums
Mike Garson: Keyboards
(*) Gravado ao vivo no Santa Monica Civic Auditorium, Santa Mônica, Califórnia, EUA, em 20 de outubro de 1972.
http://ow.ly/ZUs5308e6gm
Resenha:
Esse concerto, realizado em 20 de outubro de 1972 – foi também a primeira transmissão radiofônica ao vivo em território americano de Bowie –, é uma boa escolha para aqueles que se sentiram inatingidos pela constrangedora música soul e a ausência de Mick Ronson em "David Live" (nota minha: disco do músico, de 1974, gravado ao vivo).
Lançado logo após "Ziggy Stardust", Bowie é capturado aqui no auge do seu poder criativo. Ele não esconde a influência de Lou Reed com a excelente "Waiting For The Man", e as interpretações de "Jean Genie" e "Rock And Roll Suicide" superam as versões de estúdio, graças, em grande, parte ao inimitável Mick Ronson (nota minha: a afirmação não deixa de soar estranha, pois Mick Ronson participou das gravações das músicas em estúdio). "Life On Mars?" e outras canções de "Hunky Dory" podem desapontar um pouco, sem o tecladista Rick Wakeman, que tocou no disco de estúdio de 1971 e que na ocasião do show estava ocupado fazendo sucesso com a Yes. Mas isso é apenas um pequeno contratempo; a banda Spiders mostra-se maravilhosamente aguerrida, sobretudo porque as apresentações ao vivo eram talvez o verdadeiro habitat da sua teatralidade glam (Paul Collins, AllMusic; tradução livre do inglês).

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...