terça-feira, 27 de maio de 2014

Crack The Sky - Crak The Sky [Bonus Tracks]

Banda: Crack The Sky
Disco: Crak The Sky [Bonus Tracks]
Ano: 2002(*)
Gênero: Progressive Rock, Alternative Rock, Experimental Rock
Faixas:
1. Hold On (3:00)
2. Surf City (3:54)
3. A Sea Epic (6:32)
4. She's A Dancer (3:54)
5. Robots For Ronnie (4:36)
6. Ice (4:36)
7. Mind Baby (4:30)
8. I Don't Have A Tie (3:12)
9. Sleep (6:25)
10. Let Me Go Home (A Visit To The Projects) [Bonus Track] 3:25
11. Eileen (I Lean On You) [Bonus Track] 3:49
12. Hold On [Bonus Track] 2:14
13. Dr. Octopus (Part 2) [Bonus Track] (3:08)
Músicas de autoria de John Palumbo.
Créditos:
John Palumbo: Keyboards, Guitar, Lead Vocals
Rick Witkowski: Lead Guitar, Percussion
Joe Macre: Bass Guitar, Harmonies
Jim Griffiths: Lead Guitar, Harmonies
Joey D'Amico: Drums, Harmonies
Músicos adicionais:
George Marge: Woodwinds (faixas 3, 5, 9)
David Sanborn: Horns (faixas 4, 7)
Michael Brecker: Horns (faixas 4, 7)
Randy Brecker: Horns (faixas 4, 7)
Ray Dahrouge: Vocals (faixa 13)
(*) LP lançado originalmente em 1975.
Logo Design by FlamingText.com
Biografia:
O grupo de rock progressivo Crack The Sky formou-se na região americana de Ohio River Valley, em 1975, através da conjunção de forças do vocalista John Palumbo, dos guitarristas Jim Griffiths e Rick Witkowski, do baixista Joe Macre e do baterista Joey D'Amico. De acordo com o site www.crackthesky.com, a banda chamava-se, no início, ArcAngel. Após conquistar admiradores fiéis nos circuitos de bares de Cleveland e Baltimore, o grupo assinou com a gravadora Lifesong e lançou seu primeiro LP, homônimo, aclamado pela crítica pelas acerbas letras de Palumbo e as complexas e moduladas estruturas das músicas.
4Comercialmente, porém, o disco naufragou. Depois de completar o segundo LP, "Animal Notes", de 1976, Palumbo deixou o grupo para seguir carreira solo. D'Amico assumiu os vocais em "Safety In Numbers", de 1978, e Gary Lee Chappel cantou no disco ao vivo da banda, lançado no mesmo ano. A Crack The Sky então se desfez, mas, em 1980, Palumbo, Witkowski e o tecladista Vince DePaul reativaram o grupo pelo prazo suficiente para a gravação do disco "White Music", separando-se depois.
6Palumbo montou um novo lineup para a gravação de diversos álbuns ("Photoflamingo", "World In Motion One" e "Raw") e, posteriormente, reagrupou-se outra vez com Witkowski, D'Amico e DePaul visando a uma série de apresentações, em 1986, no nightclub Hammerjacks, de Baltimore, e também para a gravação do LP "From The Greenhouse". "Dog City" surgiu em 1990, e após isso a banda raramente se reencontrou ao longo da década seguinte (nota minha: o próprio AllMusic registra vários discos da banda gravados após "Dog City", o que parece desmentir a afirmação do resenhista) (Jason Ankeny, AllMusic; tradução livre do inglês).

2 comentários:

Anônimo disse...

Thankyou! Very under-rated band.

Musicômano disse...

You're welcome, anonymous.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...