sexta-feira, 11 de abril de 2014

Various Artists - Woodstock: Three Days Of Peace & Music - The 25th Anniversary Collection

Cover
Artista: Various
Disco: Woodstock: Three Days Of Peace & Music - The 25th Anniversary Collection
Ano: 1994
Gênero: Classic Rock
Faixas:

Front
Disc: 1
1. Handsome Johnny (Richie Havens): Richie Havens (5:47)
2. Freedom (Richie Havens): Richie Havens (6:23)
3. The "Fish" Cheer/I-Feel-Like-I'm-Fixin'-To-Die Rag (Country Joe McDonald): Country Joe McDonald (4:53)
4. Rainbows All Over Your Blues (John B. Sebastian): John B. Sebastian (3:11)
5. I Had A Dream (John B. Sebastian): John B. Sebastian (2:36)
6. If I Were A Carpenter (Tim Hardin): Tim Hardin (2:52)
7. Beautiful People (Melanie Safka): Melanie (4:05)
8. Coming Into Los Angeles (Arlo Guthrie): Arlo Guthrie (2:24)
9. Walking Down The Line (Bob Dylan): Arlo Guthrie (5:10)
10. Joe Hill (Earl Robinson, Alfred Hayes): Joan Baez (3:42)
11. Sweet Sir Galahad (Joan Baez): Joan Baez (4:08)
12. Drug Store Truck Drivin' Man (James Roger McGuinn, Gram Parsons): Joan Baez (Featuring Jeffrey Shurtleff) (3:38)
13. Soul Sacrifice (Carlos Santana, Gregg Rolie, Jose Areas, Mike Carabello, David Brown, Michael Shrieve): Santana (11:47)
14. Blood Of The Sun (Leslie West, Felix Pappalardi, Gail Collins): Mountain (3:30)
15. Theme For An Imaginary Western (Jack Bruce, Pete Brown): Mountain (5:26)
Logo Design by FlamingText.com
Front
Disc: 2
1. Leaving This Town (Adolpho Fito De La Parra, Harvey Mandel, Larry Taylor): Canned Heat (7:56)
2. Going Up The Country (Alan Wilson): Canned Heat (4:14)
3. Commotion (John Fogerty): Creedence Clearwater Revival (2:50)
4. Green River (John Fogerty): Creedence Clearwater Revival (3:06)
5. Ninety-Nine And A Half (Won't Do) (Wilson Pickett, Steven Cropper, Eddie Floyd): Creedence Clearwater Revival (3:41)
6. I Put A Spell On You (Screamin' Jay Hawkins): Creedence Clearwater Revival (4:34)
7. Try (J. Ragovoy, C. Taylor): Janis Joplin (4:27)
8. Work Me Lord (Traditional): Janis Joplin (7:52)
9. Ball & Chain (Big Mama Thornton): Janis Joplin (5:39)
10. Medley: Dance To The Music/Music Lover/I Want To Take You Higher (Sylvester Stewart): Sly & The Family Stone (12:28)
11. We're Not Gonna Take It [From "Tommy"] (Pete Towmshend): The Who (6:02)
Logo Design by FlamingText.com
Front
Disc: 3
1. Volunteers (Paul Kantner, Marty Balin): Jefferson Airplane (3:07)
2. Somebody To Love (Grace Slick): Jefferson Airplane (4:36)
3. Saturday Afternoon/Won't You Try (Paul Kantner): Jefferson Airplane (5:05)
4. Uncle Sam Blues (Jorma Kaukonen): Jefferson Airplane (6:09)
5. White Rabbit (Grace Slick): Jefferson Airplane (2:53)
6. Let's Go Get Stoned (Ashford, Simpson): Joe Cocker (5:41)
7. With A Little Help From My Friends (John Lennon, Paul McCartney): Joe Cocker (7:56)
8. Rock & Soul Music (Country Joe McDonald, Barry Melton, Chicken Hirsch, Bruce Barthol, Dave Cohen): Country Joe & The Fish (2:41)
9. I'm Going Home (Alvin Lee): Ten Years After (12:02)
10. Long Black Veil (Wilkin, Dill): The Band (3:11)
11. Loving You Is Sweeter Than Ever (Wonder, Hunter): The Band (5:04)
12. The Weight (Robbie Robertson): The Band (4:47)
13. Mean Town Blues (Johnny Winter): Johnny Winter (4:56)
Logo Design by FlamingText.com
Front
Disc: 4
1. Suite: Judy Blue Eyes (Stephen Stills): Crosby, Stills & Nash (9:00)
2. Guinnevere (David Crosby): Crosby, Stills, Nash & Young (5:29)
3. Marrakesh Express (Graham Nash): Crosby, Stills, Nash & Young (2:33)
4. 4 + 20 (Stephen Stills): Crosby, Stills, Nash & Young (2:42)
5. Sea Of Madness (Neil Young): Crosby, Stills, Nash & Young (3:33)
6. Find The Cost Of Freedom (Stephen Stills): Crosby, Stills, & Nash (3:11)
7. Love March (Gene Dinwiddie, Philip Wilson): Paul Butterfeild Blues Band (9:43)
8. At The Hop (A. Singer, J. Medora, P. White): Sha Na Na (3:12)
9. Voodoo Chile (Slight Return)/Stepping Stone (Jimi Hendrix): Jimi Hendrix (12:19)
10. Star Spangled Banner (Traditional): Jimi Hendrix (3:43)
11. Purple Haze (Jimi Hendrix): Jimi Hendrix (3:50)
Logo Design by FlamingText.com

Retrospecto:
Nos dias 15, 16 e 17 de agosto de 1969, apenas um mês depois da famosa aterrissagem da Apollo 11 na Lua, o mundo testemunhou outro passo gigante. Dessa vez foi o festival Woodstock, no estado de Nova Iorque. Aproximadamente 500 mil pessoas convergiram para uma pequena cidade para escutar três dias de música. O fato de tantas pessoas virem de tão longe em nome da música nos diz algo sobre a experiência humana daquela época, embora o que é dito não esteja totalmente claro.
3Mesmo que provavelmente não tenha participado dele, você deve ter ouvido falar sobre o evento conhecido como Woodstock. Você deve ter ouvido que houve sexo, drogas e rock'n roll, ou talvez que houve problemas com comida, limpeza, estacionamento, trânsito e até com água potável. Você possivelmente ouviu que a música estava fantástica: uma seqüência musical pouco provável de acontecer novamente em qualquer outra área. E tudo isso é verdade. Então, vamos dar uma olhada em exatamente como isso aconteceu.
A primeira coisa que precisamos reconhecer é que 1969 foi o auge da contracultura na América. A contracultura hippie incluía o uso de drogas, protestos antiguerra e anticapitalismo, o conceito de amor livre, o movimento de libertação das mulheres, vida em comunidade e muito mais.
Michael Lang, co-fundador do lendário festival, quer realizar uma nova edição em 2009. Basta conseguir patrocínio para marcar o aniversário de 40 anos do projeto.
Os Estados Unidos estavam divididos. De um lado estava um grupo de norte-americanos que apoiava o país: adesivos com dizeres "Ame-o ou deixe-o" nos pára-choques e apoio à guerra do Vietnã. Do outro lado estava o grupo de norte-americanos conhecidos como hippies: um termo que se tornou conhecido por volta de 1967.
18A segunda coisa a ser reconhecida é que o rock já era um grande fenômeno.  Woodstock foi um festival de músicos da contracultura, como Joan Baez, Grateful Dead, The Who, Jimi Hendrix, Janis Joplin, Crosby, Stills e Nash. Reunir essas bandas e artistas num mesmo lugar transformou o Woodstock num ímã que atraiu pessoas de todo o país.
Quatro pessoas são as responsáveis pela idéia que resultou no Woodstock: Artie Kornfeld, Michael Lang, John Roberts e Joel Rosenman. Roberts e Roseman eram jovens ricos que queriam uma idéia que os lançasse como empresários. Kornfield trabalhava na Capitol Records e Lang era um promotor de shows que, em janeiro de 1969, organizou um grande festival (para a época) em Miami, assistido por 40 mil pessoas.
4Lang se uniu com Kornfield e juntos eles tiveram a idéia de um outro festival de música, mas precisavam de dinheiro. O advogado (em inglês) deles os levou até Roberts e Roseman e os quatro se conheceram em fevereiro de 1969. Em março, a Woodstock Ventures Inc. (WVI) foi fundada  para organizar o evento. Woodstock, N.Y. foi escolhida porque muitos músicos já estavam lá: tanto Bob Dylan quanto Jimi Hendrix  tinham casas no local, por exemplo.
Por volta de abril, a WVI já tinha um local e começava a fazer barulho com alguns comerciais. Já estava começando também a contratar as primeiras bandas: US$12.000,00 pela Jefferson Airplane; US$12.500,00 por The Who. Embora estes pareçam números ridiculamente baixos hoje, na época eles equivaliam ao dobro do que as bandas recebiam por seus shows, o que nos mostra como os tempos mudaram. Woodstock foi o evento que fez a fama de muitas dessas bandas e que, ao mesmo tempo, mostrou a todos como era grande o apetite do público pela música.
20Então, em julho, apenas um mês antes do evento acontecer, o lugar originalmente escolhido baixou leis que proibiram o festival. Os organizadores lutaram e encontraram um novo lugar: um campo de 600 acres da fazenda de Max Yasgur em Bethel, N.Y.
No começo de agosto, aproximadamente 200 mil ingressos tinham sido vendidos antecipadamente, e o que tinha começado como um festival de música para aproximadamente 50 mil pessoas cresceu para 200 mil clientes pagantes, e chegaria a mais do dobro disso.
O problema é que não tinha jeito de aquela área abrigar tanta gente; então, quando os músicos começaram a chegar, o engarrafamento ficou gigantesco. Carros foram abandonados no meio da estrada e as pessoas foram andando para o show.19No dia do evento, aconteceram duas coisas impressionantes: primeiro, o festival se transformou num evento grátis. Simplesmente não tinha jeito de controlar a multidão, então os organizadores resolveram liberar a entrada. A cerca ao redor do local foi pisoteada e sumiu. Segundo, a música rolou totalmente. Com todas as estradas bloqueadas, os organizadores tiveram de alugar helicópteros do exército para trazer os músicos.
Havia também o problema do tempo, que às vezes ficava pavoroso. Na sexta-feira, caiu muita chuva. Os helicópteros estavam sobrevoando a inundação. Centenas de pessoas estavam cortando os pés em garrafas quebradas e em tampas de garrafas. No geral, mais de 5 mil atendimentos médicos foram documentados, muitos deles em razão do uso de drogas.
16É difícil acreditar que algo assim poderia acontecer espontaneamente. Era como uma tempestade perfeita: o tempo perfeito no movimento da contracultura, o local perfeito, o zumbido perfeito, a ingenuidade e a inocência perfeitas (imagine tentar agendar tantas bandas de rock atualmente a um custo tão baixo). Foi um perfeito fiasco em quase todos os aspectos, exceto um: a música funcionou. Foi esse sucesso essencial que tornou Woodstock mundialmente famoso (Marshall Brain, site Como Tudo Funciona).

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...