sábado, 29 de abril de 2017

The Status Quo - Picturesque Matchstickable Messages From The Status Quo (Deluxe Edition)

Banda: The Status Quo
Disco: Picturesque Matchstickable Messages From The Status Quo (Deluxe Edition)
Ano: 2009(*)
Gênero: Boogie Rock, Garage Rock
Faixas:
Disc One: MONO LP
1. Black Veils Of Melancholy (Rossi) 3:17
2. When My Mind Is Not Live (Parfitt, Rossi) 2:50
3. Ice In The Sun (Wilde, Scott) 2:13
4. Elizabeth Dreams (Wilde, Scott) 3:29
5. Gentleman Joe's Sidewalk Cafe (Young) 3:01
6. Paradise Flat (Wilde, Scott) 3:13
7. Technicolour Dreams (King) 2:54
8. Sheila (Roe) 1:56
9. Spicks And Specks (Gibb) 2:46
10. Sunny Cellophane Skies (Lancaster) 2:47
11. Green Tambourine (Pinz, Leka) 2:19
12. Pictures Of Matchstick Men (Rossi) 3:13
Bonus Tracks
13. To Be Free [B-Side] (Lynes) 2:37
14. Make Me Stay A Bit Longer [A-Side] (Parfitt, Rossi) 2:55
15. Auntie Nellie [B-Side] (Lancaster) 3:22
BBC Sessions: Saturday Club 17.2.68
16. Interview With Brian Matthew (1:08)
17. Pictures Of Matchstick Men (Rossi) 3:13
18. Things Get Better (Cropper, Floyd, Jackson) 2:11
19. Spicks And Specks (Gibb) 2:48
20. Judy In Disguise (Gourrier, Bernard) 2:45
21. Interview (1:18)
22. Make Me Stay A Bit Longer (Parfitt, Rossi) 2:48
Disc Two: STEREO LP REMIXED "PROPER"
1. Black Veils Of Melancholy (Rossi) 3:16
2. When My Mind Is Not Live (Parfitt, Rossi) 3:02
3. Ice In The Sun (Wilde, Scott) 2:15
4. Elizabeth Dreams (Wilde, Scott) 3:49
5. Gentleman Joe's Sidewalk Cafe (Young) 3:02
6. Paradise Flat (Wilde, Scott) 3:15
7. Technicolour Dreams (King) 3:19
8. Sheila (Roe) 1:57
9. Spicks And Specks (Gibb) 2:54
10. Sunny Cellophane Skies (Lancaster) 2:49
11. Green Tambourine (Pinz, Leka) 2:20
12. Pictures Of Matchstick Men (Rossi) 3:16
Bonus Track
13. Auntie Nellie [Stereo] (Lancaster) 3:33
BBC Sessions: Saturday Club, 10.9.66 (The Spectres)
14. Gloria (Morrison) 2:47
15. Interview With Francis Rossi (0:49)
16. I (Who Have Nothing) (Donida, Leiber, Stoller, Mogol) 3:03
17. Neighbour, Neighbour (Valier) 2:38
BBC Sessions: Saturday Club, 24.6.67 (Traffic Jam)
18. I Don't Want You (Porter, Dello) 2:34
19. Almost But Not Quite There (Barlow, Rossi) 2:38
20. Spicks And Specks (Gibb) 2:47
21. Gloria (Morrison) 2:43
BBC Sessions: David Symonds Show, 8.4.68 and 12.4.68 (The Status Quo)
22. Interview With Alan Lancaster (1:00)
23. Black Veils Of Melancholy (Rossi) 3:14
24. Bloodhound (Bright) 2:05
Créditos:
Mike Rossi (aka Francis Rossi): Lead Guitar, Vocals
Roy Lynes: Organ, Vocals
Alan Lancaster: Bass Guitar
John Coghlan: Drums
Ricky Parfitt: Rhythm Guitar, Vocals
(*) LP lançado originalmente em 1968.
Biografia:
A admiradíssima Status Quo conseguiu uma posição de destaque na história da música, produzindo rock & roll despretensioso, contagiante e descomplicado. A origem dessa duradoura e lendária banda remonta ao Spectres, grupo beat londrino, criado por Francis Rossi (nascido em 29 de maio de 1949, em Forest Hill, Londres, Inglaterra; guitarra e vocais) e Alan Lancaster (nome verdadeiro: Alan Charles Lancaster, nascido em 7 de fevereiro de 1949, em Peckham, Londres, Inglaterra; baixo e vocais), que o lideraram desde 1962 até 1967, período em que Roy Lynes (nascido em 25 de novembro de 1943, na Inglaterra; órgão) e John Coghlan (nome verdadeiro: John Robert Coghlan, nascido em 19 de setembro de 1946, em Dulwich, Londres, Inglaterra; bateria) completavam o lineup.
Os três singles lançados pela Spectres englobavam vários estilos de música, do pop ao impetuoso R&B, mas o quarteto adotou a designação Traffic Jam quando os discos malograram comercialmente. O mesmo problema assolou o single "Almost But Not Quite There", só que a banda ganhou fôlego com a chegada de Rick Parfitt (nome verdadeiro: Richard Parfitt, nascido em 12 de outubro de 1948, em Woking, Surrey, Inglaterra; guitarra, teclados e vocais), que tocava (também sob o nome Rick Harrison) no grupo Highlights, atração fixa numa casa noturna.
A renovada banda passou a chamar-se The Status Quo em agosto de 1967 e inicialmente trabalhou como grupo de apoio de vários artistas, incluindo Madeline Bell e Tommy Quickly. Contudo, isso terminou quando o primeiro single do quinteto, "Pictures Of Matchstick Men", de Rossi, chegou ao 7° lugar nas paradas do Reino Unido. A canção estampava uma das performances mais emblemáticas da época, com seu som peculiar, guitarras reguladas na técnica phasing e, a rigor, cortejando o pop, além dos maneirismos psicodélicos. O single seguinte, "Black Veils Of Melancholy", também de Rossi, exagerou nos acabamentos à custa da melodia, mas a banda desfrutou outro Top 10 britânico com a animada "Ice In The Sun", coescrita por Marty Wilde, um ex-cantor dos anos 50.
As gravações subsequentes, no mesmo estilo, empenharam-se em fazer idêntico sucesso, e apesar de alcançar o 12° lugar nas paradas em 1970 com "Down The Dustpipe", a banda (agora denominada simplesmente Status Quo) passou a ser tachada de démodé. No entanto, a canção em si, com um riff básico e uma harmônica chorosa, indicou o caminho das pedras, que seria seguido plenamente em "Ma Kelly's Greasy Spoon", de 1970, que continha o cover "Junior's Wailing", da Steamhammer, em versão booogie, mais simplificada. E foram-se as camisas de cetim, os casacos compridos e as gravatas coloridas, substituídos por cabelos longos, jeans e tênis.
A saída de Lynes, rumo à Escócia ⏤ "Ele acabou de partir no trem e foi a última vez que o vimos" (Rossi) ⏤ amplificou a responsabilidade dos guitarristas, não obstante a indiferença da gravadora tenha prejudicado o progresso da banda. Assíduas aparições ao vivo ajudaram a erguer um considerável fã-clube, e as expressivas apresentações nos festivais Reading e Great Western (ambos em 1972) sinalizaram uma reviravolta em termos comerciais. Agora contratada pela renomada gravadora Vertigo Records, a Status Quo emplacou "Paper Plane" no Top 10 no Reino Unido, em janeiro de 1973, mas o mais importante foi ter chegado ao 5° lugar nas paradas de álbuns com "Piledriver". O disco seguinte, "Hello!", chegou ao 1° lugar, confirmando o bom momento da banda.
A partir daí, o estilo do grupo permaneceu inalterado, fundindo riffs básicos de blues com melodias cativantes, enquanto a imagem desafetada de "rapazes" tem se mantido invariável. Cada um de seus discos da década de 70 atingiu o Top 5, e a presença constante dos seus singles nas paradas revela uma invejável seleção: "Caroline" (1973), "Down Down" (no topo em 1974), "Roll Over Lay Down" (1975), "Whatever You Want" (1979), "What You're Proposing" (1980), "Lies/Don't Drive My Car" (1980), "Something 'Bout You Baby I Like" (1981) e "Rock N' Roll" (1981). A incaracterística balada "Living On An Island" (1979) retratou um lado mais light da banda, que também se mostrava aberta à gravação de covers, como evidenciado na sua versão de "Rockin' All Over The World" (1977), de John Fogerty ⏤ a canção de Fogerty foi posteriormente regravada, com o nome de "Running All Over The World", para promover o evento de caridade Race Against Time, realizado em 1988.
O quarteto pausou suas atividades em 1980, porém respondeu aos rumores de uma separação com "Just Supposin'". Contudo, o insatisfeito Coghlan deixou a banda em 1982, para formar a Diesel. Pete Kircher (nascido em 21 de janeiro de 1948, na Inglaterra, ex-Original Mirrors) ocupou seu posto, mas o grupo acabou minado pelo crescente distanciamento entre Lancaster, Rossi e Parfitt.
O baixista mudou-se para a Austrália em 1983 (uma imagem sua, feita com cartolina, apareceu em várias apresentações da banda na televisão), permanecendo, entretanto, integrado ao grupo pelos próximos dois anos. Enquanto isso, ocorreu o anúncio de que não haveria mais shows. A banda reformulou-se para fazer a abertura do Live Aid, em 1985, a última apresentação com Lancaster (o baixista tentou impedir, judicialmente, mas sem sucesso, que a Status Quo atuasse sem ele). Rossi e Parfitt garantiram os direitos autorais da designação Status Quo e reformaram novamente a banda (para atuar em estúdio e ao vivo), com John "Rhino" Edwards (nascido em 9 de maio de 1953, em Whitton, Middlesex, Inglaterra; baixo),  Jeff Rich (nascido em 8 de junho de 1953, na Inglaterra; bateria) e Andy Bown (nome verdadeiro: Andrew Steven Bown, nascido em 27 de março de 1946, em Londres, Inglaterra; teclados) ⏤ ex-membro das bandas Herd e Judas Jump, Bown começou sua parceria com a Status Quo em 1973 e passou a integrá-la oficialmente três anos mais tarde.
Apesar desses reveses, a Status Quo prosseguiu usufruindo aprovação comercial, com mais canções Top 10: "Dear John" (1982), "Marguerita Time" (1983), "In The Army Now" (1986) e "Burning Bridges (On And Off And On Again)" (1988), e viu seu álbum "1+9+8+2" subir ao cume das paradas. A banda comemorou seu 25° aniversário em outubro de 1991 e entrou para o Livro Guinness dos Recordes após efetuar quatro concertos benemerentes em cidades do Reino Unido no espaço de 12 horas. Essa ambiciosa empreitada, tema de um documentário televisivo, foi sucedida por uma turnê nacional que confirmou a contínua e agora massificada popularidade da banda. Outro single no 1° lugar das paradas aconteceu em 1994, através de "Come On You Reds", uma reelaboração musicalmente duvidosa de "Burning Bridges", da própria banda, gravada com o time de futebol Manchester United. Um cover inconsiderado de "Fun Fun Fun", da Beach Boys, lançado em 1996, relegou a banda americana à mera coadjuvante nas harmonias vocais e não beneficiou em nada o conceito dos dois grupos.
Ao mesmo tempo, a Status Quo processou a BBC Radio 1 porque a emissora inglesa não tocava o single do seu último álbum, "Don't Stop". Obviamente, perdeu a ação. Mas o que interessa é o impressionante histórico discográfico da banda: mais de 100 milhões de discos vendidos no mundo todo, e mesmo com o questionável "Fun Fun Fun", acumulou mais de 50 singles nas paradas de sucesso do Reino Unido (muito mais do que qualquer outro grupo). Parfitt levou um susto com sua saúde em abril de 1997, quando, por problemas cardíacos, teve implantadas quatro fontes de safena, mas acabou se recuperando bem (nota minha: o guitarrista morreu em 24 de dezembro de 2016, em Marbella, Espanha). Em 1999, a banda realizou uma curta turnê, tocando em pubs do Reino Unido. Rich foi substituído por Matthew Letley (nascido em 29 de março de 1961, em Gillingham, Kent, Inglaterra) em 1998. A banda comemorou seu 35° aniversário (nota minha: no original consta 25°, porém é evidente o equívoco) em agosto de 2002 com um surpreendente sucesso Top 20 britânico, "Jam Side Down", e um álbum bastante comercial, "Heavy Traffic" (The Encyclopedia Of Popular Music. Compiled and edited by Colin Larkin. New York: Omnibus Press, 2007, pp. 1323-4; tradução livre do inglês).

2 comentários:

Roderick Verden disse...

Gosto muito do Status Quo, mas não aprecio seus primeiros álbuns, ainda nos anos 60. A coisa começou a pegar fogo foi a partir de 1970, sendo que até 1974, com o disco "Quo", a banda gravou 5 petardos. Posteriormente, gravaram bons discos, porém, a fase de ouro foi de 1970 a 1974, na minha opinião.

Não sabia que Rick Parfitt havia morrido.
E tem morrido músico do rock...

Abraços

Indignaldo Silva disse...

Tens razão, Roderick. Mas a discografia tem que começar do começo. Até para servir também de comparação entre as fases da banda. Abraço.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...