sexta-feira, 7 de abril de 2017

Dr. Feelgood - Down By The Jetty (Collector's Edition)

Banda: Dr. Feelgood
Disco: Down By The Jetty (Collector's Edition)
Ano: 2006(*)
Gênero: Pub Rock, Garage Rock
Faixas:
Disc 1 (Mono)
1. She Does It Right (Johnson) 3:28
2. Boom Boom (Hooker) 2:46
3. The More I Give (Johnson) 3:29
4. Roxette (Johnson) 2:59
5. One Weekend (Johnson) 2:21
6. That Ain't No Way To Behave (Johnson) 3:58
7. I Don't Mind (Johnson) 2:41
8. Twenty Yards Behind (Johnson) 2:14
9. Keep It Out Of Sight (Johnson) 3:06
10. All Through The City (Johnson) 3:14
11. Cheque Book (Jupp) 4:20
12. Oyeh! (Green) 2:32
13. Bonie Moronie (Williams)/Tequila (Flores) [Live] 4:56
Bonus Tracks
14. (Get Your Kicks On) Route 66 (Troup) 3:25
15. I'm A Hog For You Baby (Leiber, Stoller) 3:10
16. Stupidity (Burke) 2:08
17. She Said Alright (Johnson) 3:41
18. Oyeh! [Alternative Version] (Green) 2:34
Disc 2 (Stereo)
1. She Does It Right (Johnson) 3:34
2. Boom Boom (Hooker) 2:51
3. The More I Give [Alternative Version] (Johnson) 3:30
4. Roxette (Johnson) 3:01
5. One Weekend (Johnson) 2:20
6. That Ain't No Way To Behave (Johnson) 4:03
7. I Don't Mind [Alternative Version] (Johnson) 2:39
8. Twenty Yards Behind [Alternative Version] (Johnson) 2:20
9. Keep It Out Of Sight (Johnson) 3:04
10. All Through The City (Johnson) 3:09
11. Cheque Book (Jupp) 4:09
12. Oyeh! (Green) 2:33
Bonus Tracks (Studio)
13. I'm A Hog For You Baby (Lieber, Stoller) 3:06
14. Stupidity (Burke) 2:09
15. She Said Alright (Johnson) 3:44
16. Oyeh!  [Alternative Version] (Green) 2:39
Bonus Tracks (Live)
17. Tore Down (Thompson) 3:13
18. Don't You Just Know It (Smith, Vincent) 3:18
19. My Babe, Your Babe (Dixon) 2:43
20. The More I Give (Johnson) 3:06
21. It's My Own Fault Darlin' (King, Taub) 5:34
22. Bonie Moronie (Williams)/Tequila (Flores) 4:54
23. Rock Me Baby (King, Josea) 4:58
Créditos:
Wilko Johnson: Guitar, Piano, Vocals
Lee Brilleaux: Vocals, Guitar, Harmonica
John B. Sparks: Bass Guitar
The Big Figure (a.k.a. John Martin): Drums
Bob Andrews, Brinsley Schwarz: Saxophone on "Bonie Maronie/Tequila"
(*) LP lançado originalmente em 1975.
Biografia:
Banda mais duradoura do cenário altamente elogiado do pub rock britânico, a Dr. Feelgood foi formada em 1971 por um grupo de entusiastas do R&B que haviam tocado inicialmente em conjuntos locais, como Southside Jug Band, Fix e Pigboy Charlie Band.
O lineup original incluía Lee Brilleaux (nome verdadeiro: Lee Collinson, nascido em 10 de maio de 1952, em Durban, África do Sul, e morto em 7 de abril de 1994, em Leigh-on-Sea, Essex, Inglaterra; vocal e harmônica), Wilko Johnson (nome verdadeiro: John Wilkinson, nascido em 12 de julho de 1947, em Canvey Island, Essex, Inglaterra; guitarra), John B. Sparks (baixo), John Potter (piano) e Bandsman Howarth (nome verdadeiro: Terry Howarth; bateria). Quando Potter e Howarth saíram, o trio restante recrutou, em caráter permanente, o baterista The Big Figure (nome verdadeiro: John Martin).
Oriunda de Canvey Island, Essex, no estuário do Tâmisa, a Dr. Feelgood invadiu o circuito londrino em 1974, assinando com a United Artists Records logo em seguida. A personalidade intimidadora de Brilleaux complementava a conduta alvoroçada e espasmódica de Johnson no palco.
O estilo staccato do guitarrista, inspirado em Mick Green, da Pirates, tornou-se a marca registrada da banda. Seu primeiro disco, "Down By The Jetty", foi lançado em 1975, mas, apesar da aprovação dos críticos, o grupo conseguiu fazer sucesso apenas no ano seguinte, com o terceiro álbum, "Stupidity", gravado ao vivo. "Stupidity", despojado e estimulante, capturou com perfeição o arroubo da banda no palco e atingiu o topo das paradas do Reino Unido, parecendo garantir ao grupo um lugar ao sol. Todavia, atritos internos determinaram a saída de Johnson durante a gravação do quarto disco, e, conquanto seu substituto, Gypie Mayo (nome verdadeiro: John Philip Cawthra, nascido em 24 de julho de 1951, em Hammersmith, Londres, Inglaterra), fosse um consumado guitarrista, faltava-lhe a impressionante performance do carismático Johnson.
A banda então adotou uma postura mais comercial, que lhe assegurou sucessos ocasionais. "Milk And Aclcohol" proporcionou-lhe o único Top 10 britânico no começo de 1979, mas o grupo agora mostrava-se anacrônico em face do movimento punk. Em 1981, Johnny Guitar (nome verdadeiro: John Crippen, ex-Count Bishops) ingressou no lugar de Mayo, e, no ano subsequente, Sparks e Martin decidiram ir embora. Brilleaux dissolveu a Dr. Feelgood após o lançamento de "Fast Women Slow Horses", mas reviveu a banda após alguns meses, com Gordon Russell (nascido em 4 de junho de 1958, em Hampstead, Londres, Inglaterra; guitarra), Kevin Morris (nascido em 15 de maio de 1955, em Londres, Inglaterra; bateria) e Phil Mitchell (nome verdadeiro: Philip Henry Mitchell, nascido em 19 de março de 1953, em Wembley, Inglaterra; baixo).
O novo lineup, porém, não aumentou o número de simpatizantes da banda; ao contrário, diminuiu-o. De qualquer modo, o grupo permaneceu popular nos Estados Unidos, onde seus discos faziam sucesso. E também fundou sua própria gravadora, a Grand Records. Pouco depois, porém, Russell saiu por motivos pessoais, entrando, no seu lugar, Steve Walwyn (nome verdadeiro: Stephen Martin Walwyn, nascido em 8 de junho de 1956, em Southam, Warwickshire, Inglaterra). Mitchell partiu durante a gravação de "Primo", de 1991, e o músico de estúdio Dave Bronze (nome verdadeiro: David Eric Bronze, nascido em 2 de abril de 1952, em Billericay, Essex, Inglaterra) assumiu o baixo. Em 1993, Brilleaux foi diagnosticado com linfoma e, devido ao intenso tratamento a que estava se submetendo, a banda teve que cancelar, pela primeira vez em mais de 20 anos, as frequentes turnês que se habituara a realizar.
O vocalista morreu em 1994, após gravar um derradeiro disco e abrir o Dr. Feelgood Music Bar, em Canvey Island. Respeitando o desejo de Brilleaux de manter a chama acesa, Morris, Walwyn, Phil Mitchell e o novo cantor Pete Gage (nascido em 12 de fevereiro de 1946, em Londres, Inglaterra) reativaram a banda um ano depois para gravar "On The Road Again". Robert Kane (nascido em 6 de dezembro de 1954), o mais recente frontman da Animals, substituiu Gage no vigoroso "Chess Masters", o primeiro álbum do grupo nos anos 2000 (The Encyclopedia Of Popular Music. Compiled and edited by Colin Larkin. New York: Omnibus Press, 2007, p. 456; tradução livre do inglês).

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...