sexta-feira, 3 de junho de 2016

The V.I.P.s - The Complete V.I.P.s

Banda: The V.I.P.s
Disco: The Complete V.I.P.s
Ano: 2006
Gênero: Blues Rock, R&B, British Blues, British Invasion
Faixas:
Disc One
1. Don't Keep Shouting At Me (Henshaw) 2:23
2. She's So Good (Henshaw) 2:21
3. Mercy Mercy (Covay, Miller) 2:47
4. That's My Woman (Lawrence) 2:12
5. Wintertime (Cumming, Stilling) 2:11
6. Anyone (Henshaw) 2:18
7. I Wanna Be Free (Tex) 3:14
8. Don't Let It Go (Little) 2:38
9. Straight Down To The Bottom (Miller) 2:09
10. In A Dream (Edwards) 2:25
11. Smokestack Lightning (Wolf) 6:44
12. Back Into My Life Again (Edwards, Miller) 2:34
13. Every Girl I See (Dixon, Murphy) 2:55
14. Stagger Lee (Price, Logan) 3:14
15. Rosemarie (Frim, Hammerstein) 3:21
16. Late Night Blues (Harrison, Ridley) 5:38
Disc Two
1. I Wanna Be Free [Stereo Version] (Tex) 3:12
2. Smokestack Lightning [Stereo Version] (Wolf) 6:44
3. You Don't Know Like I Know [Recorded live for a Radio Show, NDR Hamburg, 27.10.1966] (Porter, Hayes) 2:32
4. Stagger Lee [Recorded live for a Radio Show, NDR Hamburg, 27.10.1966] (Price, Logan) 3:28
5. No Use Crying [Recorded live for a Radio Show, NDR Hamburg, 27.10.1966] (Charles) 3:33
6. I Wanna Be Free [Recorded live for a Radio Show, NDR Hamburg, 27.10.1966] (Tex) 3:11
7. Fannie Mae [Recorded live for a Radio Show, NDR Hamburg, 27.10.1966] (Brown) 3:15
8. Talk About My Babe [Recorded live for a Radio Show, NDR Hamburg, 27.10.1966] (Hatfield, Medley) 3:38
9. Grapes Of Wrath [Recorded live for a Radio Show, NDR Hamburg, 27.10.1966] (Henshaw, Harrison) 3:43
10. I Got A Woman [Recorded live for a Radio Show, NDR Hamburg, 27.10.1966] (Charles) 6:36
11. Blue Feeling [Unreleased] (Unknown) 2:34
12. Sad Story [Unreleased] (Unknown) 2:26
Créditos:
Mike Harrison: Vocals, Harmonica, Piano
Greg Ridley: Bass
Frank Kenyon: Rhythm Guitar
Walter Johnstone: Drums
James Henshaw: Guitar, Piano
Luther Grosvenor: Guitar
Mike Kellie: Drums
Keith Emerson: Organ
http://ow.ly/ItF1300TUb2
Biografia:
A V.I.P.s foi uma das principais bandas de R&B surgidas no norte da Inglaterra nos anos 60, e, embora nunca tenha alcançado o estrelato, vários dos seus membros ganharam fama após a separação do grupo. Formada em 1963, a banda originava-se de Carlisle, uma cidade do noroeste da Inglaterra, não muito longe da fronteira com a Escócia. Seu núcleo central já tocara na Ramrods, também de Carlisle; depois que o baixista Dave McCumiskey largou a banda e mudou-se para Londres, Greg Ridley o substituiu, juntando-se a Mike Harrison (vocais), Jimmy Henshaw (guitarra solo), Frank Kenyon (guitarra rítmica) e Walter Johnstone (bateria). Recém-batizado de V.I.P.s, o grupo passou a apresentar-se regularmente no Cosmo Club, em Carlisle, e, em 1964, associou-se a Larry Page, famoso produtor e empresário, para começar a gravação de discos.
Page negociou com a RCA o lançamento do primeiro single da banda ("She's So Good/Don't Keep Shouting At Me"), mas, considerando que o contrato não estipulava outras gravações, e levando em conta que o disco da RCA não conseguiu chegar à paradas, o grupo gravou um LP para a CBS, no Reino Unido, e um single para a Philips, lançado apenas nos Estados Unidos. (O grupo também alterou seu nome para Vipps, supostamente esperando que a nova designação soasse mais contemporânea.) A banda deixou Carlisle e se estabeleceu em Londres, passando a frequentar o circuito das casas noturnas da grande cidade. E, após romper com Larry Page, assinou com a Island Records, em 1966, que prontamente emitiu "I Wanna Be Free/Don't Let It Go", seguido de "Straight Down To The Bottom/In A Dream", em 1967. A banda compareceu pouco nas paradas caseiras, saindo-se melhor na França, depois que a Fontana lançou por lá três EPs, coletados das gravações na Island.
No encerramento de 1967, Henshaw, Johnstone e Kenyon abandonaram o grupo, e Harrison e Ridley chamaram três novos membros – o tecladista Keith Emerson, o guitarrista Luther Grosvenor e o baterista Mike Kellie. Esse lineup, porém, durou pouco: Emerson saiu após alguns meses para unir-se à Nice (mais tarde, desfrutaria de maior reconhecimento com a Emerson, Lake & Palmer). Os quatros membros subsistentes prosseguiram sob a denominação Art, gravando, em 1967, o disco "Supernatural Fairytales", que fracassou comercialmente, mas a banda conseguiu popularidade na Inglaterra e nos Estados Unidos após o ingresso de Gary Wright e a adoção de um novo nome: Spooky Tooth. Grosvenor, posteriormente, afastou-se da banda para agregar-se à Mott The Hoople (usando o nome artístico de Ariel Bender). Greg Ridley também se retirou para tocar com a Humble Pie, e Mike Harrison gravou um par de discos solos antes de reunir-se à Hamburg Blues Band. Os singles e EPs da V.I.P.s foram relançados, extemporaneamente, em 2006, pela Repertoire Records, numa coletânea de dois CDs chamada "The Complete V.I.P.s" (Mark Deming, AllMusic; tradução livre do inglês).

2 comentários:

Celso Loos disse...

A quantidade de nomes envolvida nesse The Vips daria um livro.

Esse disco eu baixei há muitos anos no russo 1 by 1. E aconteceu algo engraçado: Era o único lugar que o tinha, baixei uma parte e no outro dia o site saiu do ar. Cara, foram quase 6 meses esperando ele voltar e terminar o download.

Isso foi há muito tempo atrás e felizmente hoje temos melhores opções como o Lojão.

E é por isso que vim aqui. No lojão apareceu o novo do Last Puppet Shadows. O disco tá muito bom e recomendo. Lá tem a versão com 12 música, mas se vc não quiser, ainda resta a alternativa de esperar o blogão da Inveja, aka, blog dos 30 MIL te fazer esse favor e downloadear hsuahsaushausha.

Abração e qq dia eu volto (ou não)!.

Indignaldo Silva disse...

Esse pessoal do Spooky Tooth era muito bom. Antes e depois.
Já peguei o disco da Puppet e vou postar em seguida. Acho que o blogão da sacanagem não vai postar o disco, não tem de onde chupar...
Abraço, Celso.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...