segunda-feira, 27 de junho de 2016

Gordon Jackson - Thinking Back [Bonus Tracks]

Músico: Gordon Jackson
Disco: Thinking Back [Bonus Tracks]
Ano: 2008(*)
Gênero: Jazz Rock, Psychedelic Rock
Faixas:
1. The Journey (4:52)
2. My Ship, My Star (6:13)
3. Me And My Dog (4:11)
4. Song For Freedom (4:52)
5. Sing To Me Woman (5:27)
6. When You Are Small (7:16)
7. Snakes And Ladders (5:57)
8. A Day At The Cottage [Non Album B-Side] [Bonus Track] (3:34)
9. My Ship, My Star [Demo] [Bonus Track] (4:29)
10. Sing To Me Woman [Single Mix] [Bonus Track] (4:30)
11. Song For Freedon [Single Mix] [Bonus Track] (3:56)
12. Me And My Dog [Long Version] [Bonus Track] (7:09)
Músicas de autoria de Gordon Jackson.
Créditos:
Gordon Jackson: Vocals, Acoustic Guitar, Electric Sitar
Rob Blunt: Electric Sitar, Acoustic Fingerstyle Guitar, Electric Guitar
Dave Mason: Bass, Slide Guitar, Electric Guitar
Remic Abacca: Tabla
Jim Capaldi: Drums, Backing Vocals
Jim King: Soprano Sax
Poli Palmer: Piano, Organ, Backing Vocals
Rocky Dzidzorni: Conga
Steve Winwood: Bass, Piano
Chris Wood: Flute, Tenor Sax, Soprano Sax
Rick Grech: Bass
Reg King, Julie Driscoll, Luther Grosvenor, Meic Stevens, Blossom Toes, Nicole, Karen, Cynthia, Annie: Backing Vocals
(*) LP lançado originalmente em 1969.
http://nsfw.in/Zpi
Resenha:
O único disco de Gordon Jackson soa um pouco como um LP da Traffic gravado com um cantor de fora... A semelhança não é nenhuma surpresa, já que Steve Winwood, Dave Mason, Jim Capaldi e Chris Wood, membros da Traffic, tocaram no álbum e Mason o produziu. Outros músicos notáveis conectados à genealogia da Traffic ou à gravadora Marmalade também compareceram: Luther Grosvenor, Rick Grech, Jim King, Poli Palmer (os três últimos, da Family) e Julie Driscoll. As canções transmitem uma tênue vibração de jazz-folk-psicodelia, com clima espontaneamente meditativo e cantadas de forma cativante por Jackson. 
Toques de músicas indiana e africana são acrescentados por ocasionais tabla e cítara. O que torna o álbum tão memorável quanto os discos da Traffic ou de outros grandes grupos psicodélicos britânicos do final dos anos 60 é um certo devaneio despretensioso imprimido às canções, que, embora agradável, carece de concisão e foco.
Essa virtude se faz presente também em outro disco da mesma época, "Take Something With You", de Gary Farr, colega de Jackson na gravadora Marmalade, e, se "Thinking Back" é melhor e mais original do que o trabalho de Farr, as canções de "Take Something With You" apresentam uma dinâmica mais atraente, com uma ambiciosa e variada tonalidade que as tornam excelentes composições. "Thinking Back", às vezes, remete às canções de marinheiro (como "My Ship, My Star"), tamanho o ritmo cadenciado das melodias, ainda que sinais de blues e adicionais divertidas fantasias pop-psicodélicas podem ser ouvidos em canções como "Me And My Dog" (Richie Unterberger, AllMusic; tradução livre do inglês).

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...