terça-feira, 14 de junho de 2016

Fyre - Pyromancy

Banda: Fyre
Disco: Pyromancy
Ano: 1977
Gênero: Classic Rock
Faixas:
1. L.A. Lady (Hunt, Malcolm) 6:00
2. Musicband (Hunt, Bisterfeldt, Richard, Malcolm) 4:35
3. Dreams (Hunt) 3:50
4. Let's Stay Together Tonight (Hunt) 2:47
5. Padre (Hunt) 4:42
6. Make It Good (Hunt, Bisterfeldt, Richard, Malcolm) 3:26
7. Friends (Richard) 3:16
8. 6th Avenue (Musicland) (Hunt) 3:29
Créditos:
Richard Bisterfeldt: Drums, Congas, Percussion
Marvin "Hawk" Hunt: Guitar, Background Vocals
Thomas Malcolm: Organ, Guitar, Background Vocals, Lead Vocals ("Musicband", "Make It Good", "Let's Stay Together Tonight"), Piano ("Dreams"), Bass ("Friends")
John A. Richard: Bass Guitar, Lead Vocals, Piano ("Friends"), Background Vocals
Participações especiais:
Jeff Alan: Steel Guitar ("Let's Stay Together Tonight")
Tom Russell: Banjo ("Let's Stay Together Tonight")
Clayton Ivy: Flanged Rhodes Piano ("Musicband")
Lee Daley: Synthesizer ("Dreams", "Padre", "Make It Good")
http://txt.do/5bbmr
Resenha/Biografia:
A história da Fyre começa em Hays, Kansas, EUA, no ano de 1968, após a dissolução da banda beat Blue Things, do meio-oeste. A Blue Things, que experimentara uma mudança no lineup, renomeou-se como Fyre e mudou-se para a costa oeste, esperando ganhar ali maior exposição. A banda assinou com a Dot Records e embarcou numa turnê nacional com a Them, mas, no início de 1970, dispersou-se e seus membros tomaram rumos diferentes: alguns permaneceram na Califórnia e outros retornaram ao Kansas. Vários anos mais tarde, em Emporia, Kansas, a Fyre renasceu com formação diversa e passou a apresentar-se em casas noturnas do estado e outros locais em Hollywood, Los Angeles, Califórnia. Em meados de 1977, a banda enfurnou-se no estúdio caseiro de Leon Russell para gravar seu primeiro LP, "Pyromancy". Após o lançamento do disco, a revista Billboard derreteu-se em elogios, aumentando a expectativa da banda. Entretanto, a limitada distribuição do álbum em alguns mercados impediram a sua difusão no país, e, com a aproximação dos anos 80, poucos escutaram a Fyre.
Presume-se que a banda dissipou-se novamente no princípio da década de 80. Desde então, a Fyre reagrupou-se para uma excursão em 2007 e criou seu próprio site antes de desaparecer mais uma vez pouco tempo depois. As atividades dos seus integrantes são presentemente ignoradas.
Musicalmente, "Pyromancy" é um disco esquizofrênico. A banda furunga em AOR, country, boogie, funk e, em menor medida, rock pesado. Como seria de esperar, essa mixórdia de gêneros não torna o álbum muito consistente, mas há um punhado de gemas dignas de nota. "L.A. Lady" é uma vigorosa faixa no estilo AOR, "Musicband" estimula com bom gosto o tempero da Costa Oeste, encontrado em bandas como Firefall e Pablo Cruise, e "6th Avenue" ostenta bastante energia e refinadas harmonias. Porém, no total, falta à "Pyromancy" a forte identidade dos pesos pesados de sua época, fazendo da Fyre uma curiosidade menor para os colecionadores de obscuridades (Robots For Ronnie; tradução livre do inglês).

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...