sexta-feira, 8 de agosto de 2014

The Association - Live

Banda: The Association
Disco: Live
Gênero: Pop Rock, Psychedelic Pop, Sunshine Pop
Ano: 1970(*)
Faixas:
1. Dream Girl (Bluechel Jr.) 1:36
2. One Too Many Mornings (Dylan) 2:51
3. Along Comes Mary (Almer) 5:23
4. I'll Be Your Man (Giguere) 3:19
5. Goodbye, Columbus (Yester) 2:29
6. Get Together (Powers) 3:21
7. Wasn't It A Bit Like Now (Kirkman) 4:34
8. Never My Love (Don Addrisi, Dick Addrisi) 3:11
9. Goodbye Forever (Alexander, Martison, Kirkman) 2:49
10. Just About The Same (Rhodes, Stec, Fennelly, Mallory, Edgar) 2:50
11. Babe, I'm Gonna Leave You (Bredon) 3:42
12. Seven Man Band (Kirkman) 2:24
13. The Time It Is Today (Giguere) 3:02
14. Dubuque Blues (Alexander) 4:41
15. Blistered (Wheeler) 2:58
16. What Were The Words (Yester) 2:28
17. Remember (Alexander) 3:19
18. Are You Ready? (Ramos, Ortega) 2:52
19. Cherish (Kirkman) 5:14
20. Requiem For The Masses (Kirkman) 4:28
21. Windy (Friedman) 3:40
22. Enter The Young (Kirkman) 3:08
Créditos:
Gary "Jules" Alexander: Guitar, Vocals
Ted Bluechel: Drums, Vocals
Brian Cole: Bass, Clarinet, Vocals
Russ Giguere: Guitar, Vocals
Terry Kirkman: Drums, Vocals, Wind
Larry Ramos: Guitar, Harmonica, Saxophone, Vocals
Jim Yester: Guitar, Keyboards, Saxophone, Vocals
(*) CD lançado em 1999. Gravado na Universidade de Utah, em Salt Lake City, EUA, em 3 de abril de 1970.
Logo Design by FlamingText.com
Biografia:
Uma das mais exuberantes bandas de agradáveis e harmoniosos vocais da metade dos anos 60, a Association foi formada por Gary Alexander (nascido em 25 de setembro de 1943, nos Estados Unidos; vocais e guitarra), Russ Giguere (nascido em 18 de outubro de 1943, nos Estados Unidos; vocais, percussão e guitarra), Brian Cole (nascido em 1942, nos Estados Unidos, e falecido em  2 de agosto de 1972; vocais e baixo), Ted Bluechel (nascido em 2 de dezembro de 1942, nos Estados Unidos; bateria e vocais), Terry Kirkman (nascido em 12 de dezembro de 1939, em Salina, Kansas, EUA; teclados) e Bob Page (nascido em 13 de maio de 1943, nos Estados Unidos; guitarra e vocais), embora o último tenha sido rapidamente substituído por Jim Yester (nascido em 24 de novembro de 1939, nos Estados Unidos; vocais e guitarra).
1Depois de lançar dois singles através de selos pequenos, "Baby, I'm Gonna Leave You" e "One Too Many Mornings" – um cover de Bob Dylan –, o grupo encontrou o sucesso com a evocativa canção de Tandyn Almer, "Along Comes Mary". A ascensão da música ao 7° lugar nas paradas americanas, em junho de 1966, coincidiu com alegações de que se tratava de uma canção ligada a drogas. A imagem da Association era ambígua: espiritualmente psicodélica, também cantava baladas e seus integrantes vestiam elegantes ternos. Com um vigoroso lineup de cantores e compositores, a banda escreveu a maioria das músicas da sua discografia. Em agosto, a banda chegou ao 1° lugar nas paradas ianques com o single "Cherish", composto por Terry Kirkman, enquanto o seu primeiro disco longo, "And Then... Along Comes The Association", produzido por Curt Boettcher, mostrou o talento do grupo para as vocalizações de extraordinário efeito.
Nenhum hit surgiu do segundo disco da banda, "Renaissance", produzido por Jerry Yester, irmão de Jim. Alexander foi substituído por Larry Ramos (nascido em 19 de abril de 1942), previamente ao lançamento do terceiro álbum, "Insight Out", cuja produção ficou a cargo de Bones Howe. Seguiram-se singles de sucesso, com "Windy" ocupando novamente o topo das paradas, em maio de 1967, e "Never My Love", cover dos Adrissi Brothers, chegando à segunda colocação, em agosto de 1967. (Mais de 20 anos depois, confirmou-se "Never My Love" como a segunda música mais executada do século XX, atrás apenas de "You've Lost That Lovin' Feeling", dos Righteous Brothers.)
2O som sereno da Association, calcado em baladas, foi algumas vezes quebrado por certas extravagâncias, como a verdadeiramente estranha "Pandora's Golden Heebie Jeebies" (de "Renaissance"), que a banda lançou como single após "Cherish". Nunca se candidatando ao posto de celebridade musical, o grupo não conseguiu atrair admiradores devotados, e, por volta do final dos anos 60, as vendas dos seus discos começaram a diminuir, sendo que "Everything That Touches You" foi o último single da banda a chegar ao Top 20 (n° 10, em fevereiro de 1968).  Persistindo, a Association continuou a lançar singles esmerados, mas logo perdeu terreno.
3Gary Alexander voltou de uma viagem à Índia com um novo nome, Jules, e transformou a banda num septeto. O grupo lançou o disco da trilha sonora do filme "Goodbye, Columbus" (nota minha: no Brasil, "Paixão de Primavera"),  em 1969, com produção de John Boylan, que também produziu o disco seguinte da banda, homônimo. Houve uma breve reunião com Boettcher para a gravação do single "Just About The Same", antes de Giguere ceder seu lugar para o tecladista Richard Thompson. Um razoável disco de "retorno", "Waterbeds In Trinidad!" (1972), trouxe uma nova esperança de volta ao sucesso, mas a morte do membro fundador Brian Coles, por abuso de drogas, apressou a rápida passagem da banda pelo circuito revivalista (The Encyclopedia Of Popular Music. Compiled and edited by Colin Larkin. New York: Omnibus Press, 2007, pp. 78-9; tradução livre do inglês).

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...