terça-feira, 27 de dezembro de 2016

Tramp - Discografia essencial

Banda: Tramp
Gênero: Blues Rock, British Blues

Disco: Tramp
Ano: 1969(*)
Faixas:
1. Own Up (Cotton, Hall, Brunning) 2:52
2. Same Old Thing (Cotton, Hall, Brunning) 2:07
3. What You Gonna Do When The Road Comes Through? (Cotton, Hall, Brunning) 2:53
4. Somebody Watching Me (Cotton, Hall, Brunning) 2:58
5. Too Late Now (Cotton, Hall, Brunning) 2:40
6. Baby What You Want Me To Do (Reed) 4:01
7. Street Walking Blues (Cotton, Hall, Brunning) 3:18
8. On The Scene (Cotton, Hall, Brunning) 2:46
9. Month Of Sundays (Cotton, Hall, Brunning) 3:41
10. Hard Work (Kirwan) 4:22
11. Another Day (Cotton, Hall, Brunning) 2:12
Créditos:
Danny Kirwan: Guitar
Bob Brunning: Bass
Dave Kelly: Vocal
Mick Fleetwood: Drums
Bob Hall: Piano
Jo-Anne Kelly: Vocal
(*) CD lançado em 1990.
Disco: Put A Record On
Ano: 1974(*)
Faixas:
1. Too Late For That Now (Hall) 4:54
2. Now I Ain't A Junkie Anymore (Hall, Cotton, Kelly) 3:11
3. What You Gonna Do (Hall, Brunning, Cotton) 3:05
4. Like You Used To Do (Hall, Cotton) 4:10
5. You've Gotta Move (Hall, Kelly) 2:44
6. Put A Record On (Hall, Cotton) 3:14
7. Funky Monkey (Hall, Cotton, Kelly) 5:46
8. Beggar By Your Side (Hall, Cotton) 3:44
9. Maternity Orders (Keep On Rolling In) (Hall, Cotton) 2:29
10. It's Over (Hall) 2:45
Créditos:
Mick Fleetwood: Drums
Danny Kirwan: Guitar
Dave Brooks: Sax
Dave Kelly: Vocal
Jo-Ann Kelly: Vocal
Bob Brunning: Bass
Bob Hall: Piano
Ian Morton: Percussion
(*) CD lançado em 1991.

Biografia:
Um clássico exemplo de conjunto destoando das partes que o compõem, a Tramp contava com vários e ilustres veteranos da fase aurea do blues britânico, a saber: Mick Fleetwood (bateria), Bob Brunning (baixo), Danny Kirwan (guitarra), Dave Kelly (vocais), Jo Ann Kelly (vocais) e Bob Hall (teclados).
Hall, como Brunning, já havia compartilhado a liderança da Brunning-Hall Sunflower Blues Band. A Tramp lançou seu primeiro disco, homônimo, em 1969, através da Music Man Records, mostrando uma seleção de canções carentes de rumo ou inconvincentes. Muito melhores foram seus singles: "Every Day" (1969) e "Vietnam Rose" (1970). Um segundo álbum saiu em 1974, no momento em que o grupo se expandira, com Dave Brooks (saxofone) e Ian Morton (percussão) juntando-se ao sexteto original. Novamente, porém, "Put A Record On" mostrou apenas um banda de bar mediana, sem muita inspiração, e o disco acabou vendendo pouco. Todavia, devido ao envolvimento de alguns medalhões da música, os dois álbuns da Tramp foram posteriormente relançados em CD (AllMusic; tradução livre do inglês).

2 comentários:

Jaimemellorock Mello disse...

Já baxei os dois, fantástico! Feliz Ano Novo, Indignaldo.

Indignaldo Silva disse...

Só tinha fera nessa banda. Embora os comentários negativos do AllMusic, achei os discos muito bons. Feliz Ano Novo pra ti também, Jaime.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...