quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Maggie Bell - Queen Of The Night

Músico: Maggie Bell
Disco: Queen Of The Night
Ano: 1974(*)
Gênero: Blues Rock, R&B
Faixas:
1. Caddo Queen (Seals, Jennings, Williams) 3:38
2. A Woman Left Lonely (Penn, Oldham) 3:55
3. Souvenirs (Prine) 5:34
4. After Midnight (Cale) 2:38
5. Queen Of The Night (Leahy) 4:03
6. Oh My My (Starkey, Poncia) 2:57
7. As The Years Go Passing By (Malone) 4:23
8. Yesterday's Music (Clayton-Thomas, Smith) 3:27
9. We Had It All (Seals, Fritts) 2:57
10. The Other Side (Sager, Allen) 2:55
11. Trade Winds (McDonald, Salter) 5:14
Créditos:
Maggie Bell: Vocals
Reggie Young: Lead Guitar (faixas 1, 4, 6, 8-10)
Cornell Dupree: Lead Guitar (faixa 7), Rhythm Guitar
John Hughey: Pedal Steel Guitar (faixa 2)
Hugh McCracken: Rhythm Guitar
Richard Tedd, Arthur Jenkins, Leon Pendarvis, Barry Goldberg: Keyboards
Chuck Rainey: Bass (faixas 1, 3, 6, 7)
Bill Salter: Bass (faixas 2, 4, 5, 8-11)
Steve Gadd: Drums
Ralph MacDonald: Percussion
The Sweet Inspirations: Background Vocals (faixas 1, 2, 5, 6, 8, 10)
(*) CD lançado em 1997.
http://snipurl.com/2abw0of
Biografia:
A  biografia da cantora,  que segue, em tradução livre do inglês, foi extraída do site Oldies, que, por sua vez, cita, como fonte primária do texto, a Encyclopedia Of Popular Music, de Colin Larkin (sob licença da editora Muze).
Nascida em 12 de janeiro de 1945, em Glasgow, Escócia, Bell principiou sua carreira em meados dos anos 60 como relevante cantora em várias bandas de salões de dança.
Sua estreia em disco ocorreu em 1966, participando de dois singles com Bobby Kerr sob a denominação Frankie And Johnny. Mais tarde ela se juntou ao guitarrista Leslie Harvey, outro veterano do mesmo circuito de bailes, na Power, uma banda de rock pesado que desaguou na Stone The Crows. Essa desafetada banda de soul, memorável pelo imaginativo trabalho de Harvey e o vigoroso e autêntico vocal de Bell, popularizou-se com suas apresentações ao vivo, além de propiciar à sua cantora a conquista de diversos prêmios. Um comunicado de Bell à imprensa, na época, sustentava que ela tratava suas cordas vocais à base de gargarejo de pedregulho! Harvey, então namorado de Bell, morreu eletrocutado no palco, em 1972.
A banda, abalada pela morte do guitarrista, findou no ano seguinte. Bell, agora empresariada por Peter Grant, inaugurou sua carreira solo com o disco "Queen Of The Night", produzido em New York por Jerry Wexler e englobando a nata dos músicos da cidade. O esperado sucesso não se concretizou e novos álbuns não conseguiram reverter essa tendência. A cantora obteve um relativo êxito no Reino Unido com "Hazell" (1978), tema musical de uma popular série de televisão; depois, apenas "Hold Me", um divertido dueto com B.A. Robertson, conseguiu chegar às paradas. Bell, posteriormente, comandou um novo grupo, Midnight Flyer, mas a obstinada e altamente subestimada cantora, às vezes encharcada de Janis Joplin, tem sido incapaz de assegurar uma carreira diferenciada, indo parar no circuito das casas noturnas de blues. Suas interpretações de "Wishing Well", da Free, e "I Saw Her Standing There", de Lennon e McCartney, afiguram-se excelentes. O maior patrimônio de Bell continua sendo sua precisa e preciosa voz.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...