terça-feira, 4 de março de 2014

Elvis Costello And The Attractions - Live At The El Mocambo

Banda: Elvis Costello And The Attractions
Disco: Live At The El Mocambo
Ano: 2009(*)
Gênero: Blues Rock, Punk Rock
Faixas:
1. Mystery Dance (2:18)
2. Waiting For The End Of The World (3:49)
3. Welcome To The Working Week (1:26)
4. Less Than Zero [Dallas Version] (4:27)
5. The Beat (3:25)
6. Lip Service (2:25)
7. (I Don't Want To Go To) Chelsea (3:52)
8. Little Triggers (3:58)
9. Radio Radio (3:04)
10. Lipstick Vogue (4:42)
11. Watching The Detectives (5:42)
12. Miracle Man/Band Introduction (4:03)
13. You Belong To Me (2:30)
14. Pump It Up (5:50)
Músicas de autoria de Elvis Costello.
Créditos:
Elvis Costello: Vocals, Guitar
Steve Nieve: Keyboards
Bruce Thomas: Bass
Pete Thomas: Drums
(*) Gravado ao vivo no El Mocambo, em Toronto, Ontario, Canadá, em 6 de março de 1978.
http://goo.gl/53csPu
Resenha:
"Live At The El Mocambo" foi gravado em 6 de março de 1978, durante um show em Toronto, no Canadá, quando Elvis Costello And The Attractions estava excursionando pela América do Norte para divulgar o disco "My Aim Is True"; transmitido ao vivo por uma rádio FM local, o concerto registrado no álbum tem som puro, mas um pouco prejudicado pelos equipamentos da emissora.
Lançado como um álbum promocional pela filial canadense da Columbia Records, "Live At The El Mocambo" logo se tornou disputado pelos colecionadores e em pouco tempo tornou-se talvez o mais difundido bootleg no mercado pirata antes que a gravadora Rykodisc o comercializasse como um disco bônus no box set "2 ½ Years", de 1993. (A versão da Rykodisc, porém, cortou algumas falas entre as músicas, incluindo o anúncio de que Costello teria ido a Toronto em nome da Grã-Bretanha para pedir que o Canadá retornasse ao domínio inglês!) Com áudio apenas adequado e ocasionais tropeços da banda, "Live At The El Mocambo" retrata os defeitos da Attractions em seus primeiros passos, mas a energia fervilhante das performances é indiscutível; as interpretações despojadas do material roqueiro de "My Aim Is True" afiguram-se mais pesadas que as gravações de estúdio, e a execução de "Less Than Zero" apresenta a letra "americana" que Costello escreveu para tornar a música mais apropriada aos ouvintes ianques. Ademais, o disco soa ligeiramente melhor do que qualquer um dos bootlegs disponíveis de Costello na fase evolutiva de sua carreira; se alguém desejar descobrir como o artista atuava no palco quando era considerado o homem mais arrebatado da música pop, este disco serve ao propósito (Mark Deming, AllMusic; tradução livre do inglês).

3 comentários:

eric2001 disse...

Evening, could we have a new link for this record??

Much appreciated. Thank you.

Indignaldo Silva disse...

OK, just wait a few days or less.

Indignaldo Silva disse...

New link.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...