domingo, 20 de outubro de 2013

The Fox - For Fox Sake [Bonus Tracks]

Cover 1
Banda: The Fox
Disco: For Fox Sake [Bonus Tracks]
Ano: 1970(*)
Gênero: Garage Rock, Psychedelic Rock, Classic Rock
Faixas:
1. Second Hand Love (Lane) 3:10
2. Lovely Day (Brayne) 3:25
3. As She Walks Away (Lane, Apostiledes) 5:29
4. Glad I Could (Brayne) 3:01
5. Butterfly (Brayne) 3:25
6. Look In The Sky (Brayne, Lane) 3:43
7. Goodtime Music (Brayne) 2:49
8. Mr. Blank (Brayne) 3:23
9. Man In A Fast Car (Brayne) 3:00
10. Birthday Card (Lane, Apostiledes) 4:13
11. Madame Magical (Brayne, Apostiledes) 9:42
12. Lovely Day [Original Demo] [Bonus Track] (Brayne) 3:36
13. Mr. Blank [Original Demo] [Bonus Track] (Brayne) 3:23
Créditos:
Steve Brayne: Lead Guitar
Winston Weatherill: Lead Guitar, Sitar
Tim Reeves: Drums
Dave Windross: Bass Guitar, Piano
Alex Lane: Hammond Organ, Piano
(*) CD lançado em 2003, com 2 faixas adicionais.
https://mega.co.nz/#!V9xgEB7b!OpbJEmxguYeCRF2NlMOP90AmWbwSw42F7oeDwtiwva0
Biografia:
Um grupo de bons músicos que se especializou em canções melodiosas, ao estilo da Nirvana (nota minha: não é a banda de Kurt Cobain, mas uma britânica, homônima, da década de 60) ou de bandas americanas como Phluph ou Aorta, e que merecia mais sucesso do que alcançou. Seus discos agora são muito raros e procurados, mas a canção "Butterfly", que tipificou o estilo da banda com uma primorosa guitarra e o uso de sitar, ressurgiu mais tarde em "Rubble Vol. 4: 49 Minute Technicolor Dream" (LP), "Rubble Vol. 3" (CD) e "Electric Psychedelic Sitar Headswirlers Vol. 6" (CD).
3Entretanto, nem todas as faixas do álbum funcionam bem. Algumas, como "Secondhand Love" ou "Mr. Blank", apresentam melodias interessantes e interação agradável entre órgão e guitarra, ao passo que outras se mostram falhadas, como "Goodtime Music", que soa como uma paródia da Them, mas certamente não foi assim idealizada. A faixa mais psicodélica é "Madame Magical" (9:42), com mudanças de ritmo e um divertido órgão. Se você quer ouvir o disco, compre a edição americana, lançada com uma capa muito melhor e por um terço do preço da edição britânica, ou confira o recente relançamento (Vernon Joynson, in The Tapestry of Delights - The Comprehensive Guide to British Music of the Beat, R&B, Psychedelic and Progressive Eras 1963-1976. Borderline Productions, Telford, 2006, p. 529; tradução livre do inglês).

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...