quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

Roger McGuinn - Roger McGuinn

Músico: Roger McGuinn
Disco: Roger McGuinn
Ano: 1973(*)
Gênero: Folk Rock, Country Rock
Faixas:
1. I'm So Restless (R. McGuinn, J. Levy) 3:10
2. My New Woman (R. McGuinn, J. Levy) 2:31
3. Lost My Drivin' Wheel (D. Whiffen) 4:24
4. Draggin' (R. McGuinn, J. Levy) 3:40
5. Time Cube (R. McGuinn, R.J. Hippard) 3:19
6. Bag Full Of Money (R. McGuinn, J. Levy) 3:22
7. Hanoi Hannah (R. McGuinn, J. Levy) 2:53
8. Stone (S. Oldham, D. Penn) 3:04
9. Heave Away (Traditional; arranged R. McGuinn) 3:06
10. M'Linda (R. McGuinn, J. Levy) 2:45
11. The Water Is Wide (Traditional; arranged R. McGuinn) 3:07
Créditos:
Roger McGuinn: Vocals, Guitars, Harmonica, Moog, Banjo
Bob Dylan: Harmonica (faixa 1)
David Crosby: Vocals & Guitar (faixa 2), Harmony Vocals (faixas 6, 11)
Chris Hillman: Bass (faixa 2)
Michael Clarke: Drums (faixa 2)
Charles Lloyd: Sax (faixas 2, 4)
Gene Clark: Vocals (faixa 2)
Leland Sklar: Bass (faixa 3)
Jim Gordon: Drums (faixa 3)
Jerry Coyle: Guitar (faixa 3)
Bruce Johnston: Piano (faixas 4, 6, 11)
Chris Ethridge: Bass (faixa 4)
John Guerin: Drums (faixas 4, 6, 8, 11)
Buddy Emmons: Steel Guitar (faixas 6, 11)
David Vaught: Bass (faixas 6, 9, 10, 11)
Spooner Oldham: Organ & Piano (faixa 8)
The Jimmy Joyce Children's Chorus: Vocals (faixa 8)
Spanky McFarlane: Vocals (faixa 9)
Hal Blane: Percussion (faixa 10), Tambourine (faixa 11)
(*) CD lançado em 1988.
http://ow.ly/WiRxW
Biografia:
Nome verdadeiro: James Joseph McGuinn, nascido em 13 de julho de 1942, em Chicago, Illinois, EUA. Após um período tocando em vários bares de música folk em Chicago, o guitarrista Jim McGuinn uniu-se brevemente à Limeliters antes de atuar como acompanhante no Chade Mitchell Trio, em 1960, tocando em dois discos do grupo, "Mighty Day On Campus" e "Live At The Bitter End", decepcionando-se, porém, após algum tempo, por sua limitada participação no conjunto. Bobby Darin, que migrara do pop para o folk, também convidou McGuinn para reforçar sua banda de apoio, e o guitarrista aproveitou mais esse trabalho para aprimorar-se, aparecendo em gravações de Hoyt Axton, Judy Collins e Tom And Jerry (pseudônimo de Simon And Garfunkel).
Em 1964, McGuinn tocava regularmente como solista no Troubadour, em Hollywood, e foi lá que ele formou a Jet Set, com Gene Clark e David Crosby. Depois do ingresso do baixista Chris Hillman e do baterista Michael Clarke, o quinteto emergiu como a Byrds, campeã das paradas. McGuinn centralizou as atenções na Byrds desde o início, em grande parte graças ao modo peculiar de tocar a guitarra Rickenbacker de 12 cordas, ao vocal dylaniano e aos óculos retangulares. Único membro da Byrds que realmente tocou um instrumento em "Mr. Tambourine Man", McGuinn liderou muitas vezes as sessões de gravação - embora sua autoridade se mostrasse ilusória durante as fases iniciais da carreira do grupo. Sem compor assiduamente, a importância de McGuinn para a Byrds residia na sua habilidade como músico e na produção dos arranjos. Sempre demonstrando interesse por religião, ele aderiu à seita Subud e mudou seu nome para Roger previamente à gravação do celebrado "The Notorius Byrd Brothers".
Em 1968, McGuinn permanecia como o único membro original da Byrds, mantendo a banda em pé até 1973. Nesse mesmo ano, ele semeou sua carreira solo com um disco homônimo, exibindo com perícia sua versatilidade musical - combinando folk, surf e até mesmo space rock. A sonância da Rickenbacker evidenciou-se ainda mais no seu segundo álbum, "Peace On You" (1974), mas ele perdeu a admiração da crítica com um terceiro disco produzido às pressas. Uma participação brilhante na turnê Rolling Thunder Revue, de Bob Dylan, em 1975, revitalizou-lhe a carreira num momento crucial, lançando os alicerces para o excelente "Cardiff Rose" (1976), sua obra mais completa como solista. O irregular "Thunderbyrd" (1977), que incluiu a versão de McGuinn para "American Girl", de Tom Petty, coincidiu com uma excursão britânica reunindo três ex-Byrds em diferentes grupos num mesmo programa.
No espaço de um ano, o trio denominado McGuinn, Clark And Hillman reencaminhou, de forma microscómica, a tempestuosa carreira da Byrds até o instante em que Gene Clark debandou, após o lançamento de "City", o segundo álbum do grupo. Enquanto isso, McGuinn passou por outra conversão religiosa, desta vez surgindo como um cristão renascido. Na quase totalidade dos anos 80, McGuinn apresentou-se individualmente, sem vínculo com gravadoras, realizando mais de 200 shows por ano nos Estados Unidos. Sua "lendária" reputação como um guitarrista renovador crescera a tal ponto que, durante o final dos anos 80, a Rickenbacker fabricou um modelo com o selo "Roger McGuinn".
O instrumento foi pré-ajustado para ecoar como uma réplica do som extraído da guitarra de 12 cordas do músico. McGuinn, prudentemente, evitou reunir a Byrds na maior parte dos anos 80. Devido a uma disputa legal com seu ex-colega Michael Clarke, não lhe restou outra opção senão restabelecer a banda apenas com Chris Hillman e David Crosby. Todavia, depois de perder o nome Byrds na fase liminar da contenda, uma proposta de turnê mundial e um disco ao vivo não se materializaram. McGuinn então assinou um valioso contrato com a Arista Records e começou a gravar "Back From Rio", seu primeiro álbum em mais de uma década. Aclamado pela crítica, o disco galgou as paradas nos dois lados do Atlântico. O inaugural álbum ao vivo de McGuinn saiu em 1996, contendo  antigas e favoritas canções retrabalhadas, ao lado de duas novas músicas gravadas em estúdio.
No encerramento dos anos 90, McGuinn lançou seu próprio website, através do qual preciosas gravações foram disponibilizadas, sendo que as sessões de "Folk Den" revelaram-se as mais marcantes, apresentando o músico tocando uma seleção de material tradicional e usando seu computador para registrar os resultados para a posteridade. Posteriormente, as fitas redundaram no disco "Treasures From The Folk Den", com a participação de inúmeros artista, entre os quais Judy Collins, Joan Baez e Odetta. "Limited Editon", o álbum de folk rock mais bem-sucedido do músico, chegou às lojas em 2004. Uma expressiva caixa com quatro discos, abrangendo as gravações de "Folk Den", teve lançamento em 2005 (The Encyclopedia Of Popular Music. Compiled and edited by Colin Larkin. New York: Omnibus Press, 2007, pp. 938-9; tradução livre do inglês).

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...