domingo, 1 de dezembro de 2013

Quicksilver Messenger Service - Happy Trails

Cover
Banda: Quicksilver Messenger Service
Disco: Happy Trails
Ano: 1969(*)
Gênero: Psychedelic Rock, Acid Rock, Classic Rock
Faixas:
1. Who Do You Love, Part 1 (McDaniel) 3:33
2. When You Love (Duncan) 5:15
3. Where You Love (Quicksilver and Fillmore Audience) 6:06
4. How You Love (Cipollina) 2:46
5. Which Do You Love (Freiberg) 1:34
6. Who Do You Love, Part 2 (McDaniel) 6:09
7. Mona (McDaniel) 7:00
8. Maiden Of The Cancer Moon (Duncan) 3:35
9. Calvary (Duncan) 12:53
10. Happy Trails (Evans) 1:32
Créditos:
John Cipollina: Guitar, Vocals
Gary Duncan: Guitar, Vocals
Greg Elmore: Drums
David Freiberg: Bass, Vocals, Violin
(*) CD lançado em 2010. Disco gravado ao vivo em Fillmore East e West, exceto "Calvary", gravado ao vivo em 19 de novembro de 1968, na Golden State Recorders, em San Francisco, California.

Biografia:
De todas as bandas que saíram da área de São Francisco no final dos anos 60, a Quicksilver foi a que melhor tipificou o estilo, a atitude e a sonoridade daquela era. A banda original, em 1964, tinha Dino Valenti (nome verdadeiro: Chester Powers, nascido em 7 de outubro de 1937 [nota minha: menciona-se também o ano de 1943], em Danbury, Connecticut, EUA, e morto em 16 de novembro de 1994, em Santa Rosa, Califórnia, EUA; vocais), John Cipollina (nascido em 24 agosto de 1943, em Berkeley, Califórnia, EUA, e morto em 29 de maio de 1989; guitarra), David Freiberg (nascido em 24 de agosto de 1938, em Boston, Massachusetts, EUA; baixo e vocais), Jim Murray (vocais e harmônica), Casey Sonoban (bateria) e, muito brevemente, antes de integrar-se à Jefferson Airplane como baterista, Alexander "Skip" Spence (nascido em 18 de abril de 1946, em Windsor, Ontário, Canadá [nota minha: e morto em 16 de abril de 1999, em Santa Cruz, Califórnia, EUA]; guitarra e vocais).
1A quase imediata prisão de Valenti, por delito envolvendo drogas, acabou dificultando, mais tarde, o desenvolvimento da banda – o cantor só se reintegraria ao grupo no final de 1969. Já em 1965, o lineup recebeu o reforço de Gary Duncan (nome verdadeiro: Gary Grubb, nascido em 4 de setembro de 1946, em San Diego, Califórnia, EUA; guitarra) e, substituindo Sonoban, Greg Elmore (nascido em 4 de setembro de 1946, em San Diego, Califórnia, EUA). Murray retirou-se logo após a categórica apresentação da banda no Monterey Pop Festival, em 1967.
2O agora quarteto, com Cipollina, Duncan, Elmore e Freiberg gravou os dois primeiros discos, ambos importantes para a evolução da música roqueira de São Francisco e caracterizados pelo par de guitarras empunhadas por Cipollina e Duncan. O segundo álbum, "Happy Trails", é reconhecido hoje como um clássico. George Hunter e sua Globe Propaganda Company responsabilizou-se por algumas das melhores capas de discos dos anos 60, e a capa de "Happy Trails" situa-se, provavelmente, como a sua melhor realização. As músicas gravadas ao vivo no disco revelaram uma espontaneidade que a banda nunca foi capaz de recapturar em gravações posteriores. A suíte "Who Do You Love", de Bo Diddley, que ocupa todo o lado A do álbum, repassa uma energia incrível e a dupla de guitarristas interage extraordinariamente.
9Duncan saiu logo em seguida, e a banda supriu sua ausência com Nicky Hopkins (nascido em 24 de fevereiro de 1944, em Londres, Inglaterra, e morto em 6 de setembro de 1994, na Califórnia, EUA), pianista de estúdio do Reino Unido e ex-membro da Steve Miller Band. As contribuições do novo componente – especialmente a pulsante "Edward, The Mad Shirt Grinder" – trouxeram um pouco de vida para o decepcionante "Shady Grove". "Just For Love" representou uma queda ainda maior, com Valenti, àquela altura de volta ao grupo, aparentando ineficiência e comodismo. "Fresh Air" produziu um sucesso Top 50 nos Estados Unidos, em 1970. Cipollina, então, abandonou a banda, o mesmo acontecendo com Freiberg, preso em 1971 por posse de drogas (posteriormente, Freiberg participaria da lucrativa trajetória da Jefferson Starship).
8Tentaram-se várias vezes restaurar a banda, com pouco ou nenhum sucesso. A última ocorreu em 1987, quando Gary Duncan gravou um disco com o nome Quicksilver, mas, na ocasião, os antigos fãs estavam mais interessados em adquirir cópias em CD dos dois primeiros discos da primitiva Messenger Service (The Encyclopedia Of Popular Music. Compiled and edited by Colin Larkin. New York: Omnibus Press, 2007, pp. 1145-6; tradução livre do inglês).

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...