terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Steve Marriott - Lend Us A Quid [Bonus CD]

Músico: Steve Marriott
Disco: Lend Us A Quid [Bonus CD]
Ano: 2010
Gênero: Hard Rock, Classic Rock
Faixas:
CD 1 (Lend Us A Quid)
1. Think (Brown) 3:47
2. Shake (Cooke) 2:44
3. Charlene (Marriott) 4:14
4. High And Happy (Marriott) 2:36
5. Star In My Life (Marriott) 2:43
6. Snakes And Ladders (Marriott, Ridley) 3:58
7. Lend Us A Quid (Marriott) 3:54
8. Midnight Of My Life (Marriott) 4:03
9. Be My Baby (Spector, Greenwich, Barry) 2:37
10. Hambone (Marriott, Hinckley, Ridley) 2:45
11. Rain (Lennon, McCartney) 5:53
12. Cocaine (Marriott) 3:41
13. To Ramona (Dylan) 3:29
14. Think [Version 2] (Brown) 3:36
15. Anyhow, I Love You [Rehearsal Take 1] (Clark) 8:05
16. Anyhow, I Love You [Rehearsal Take 2] (Clark) 8:32
Segundo se depreende das notas de John Hellier e Lindsay Scott no encarte do CD, o disco teria sido gravado no início de 1975, no estúdio particular de Marriott, chamado "Clear Sounds", para ser lançado pela A&M como um disco solo de Steve, intento que não se realizou por decisão da gravadora, que resolveu arquivar o registro.
Créditos (prováveis):
Steve Marriott: Vocals, Guitar
Tim Hinckley: Keyboards
Clem Clempson: Guitar
Greg Ridley: Bass
Ian Wallace: Drums
Boz Burrell: Bass
Mel Collins: Sax, Flute
Joe Brown: Guitar
BJ Cole: Steel Guitar
Jimmy McCullough: Guitar
Lindsay Scott: Fiddle
CD 2 (Live In Concert 1983, Illinois, USA) [Bonus CD]
1. Whatcha Gonna Do About It (Samwell, Potter) 6:06
2. Fool For A Pretty Face (Marriott, Shirley) 7:12
3. Hallelujah I Love Her So (Charles) 5:46
4. Walking The Dog (Thomas) 4:10
5. Five Long Years (Boyd) 14:34
6. The Fixer (Marriott) 7:35
7. Drum Solo (Williams) 5:12
8. Thirty Days In The Hole (Marriott) 9:39
9. I Don't Need No Doctor (Ashford, Simpson) 14:09
Créditos:
Steve Marriott: Vocals, Guitar
Phil Dix: Guitar
Keith Christopher: Bass
Fallon Williams: Drums
http://b54.in/b9jh
Biografia:
Nascido em 30 janeiro de 1947, em Londres, Inglaterra, e falecido em 20 de abril de 1991, em Essex, Inglaterra. Como ator mirim, Marriott apareceu na série de televisão The Famous Five, no final dos anos 50, e estreou no teatro, em West End (nota minha: seria a Broadway inglesa...), interpretando o personagem Artful Dodger no musical "Oliver!", de Lionel Bart, em 1961. Ainda em 1961, a Decca Records contratou-o para  gravar dois singles imitando Adam Faith, que não fizeram sucesso.
1A seguir, como cantor e guitarrista da Moments, ele obteve novo malogro com um cover dissimulado de "You Really Got Me", da Kinks, destinado ao mercado americano. Depois integrou a Steve Marriott And The Frantic Ones (nome abreviado, posteriormente, para Frantics, tão-somente). Esse empreendimento, no entanto, mostrou-se menos lucrativo do que o seu trabalho, em tempo integral, numa loja de aparelhos musicais, em East Ham, onde, em 1964, ele encontrou o parceiro mod (nota minha: o termo é intraduzível, por retratar um fenômeno tipicamente inglês, como informa a Wikipedia) Ronnie Lane (baixo), com quem formou a Small Faces, após arrebanhar Kenny Jones (bateria) e Jimmy Winston (teclados).
4Genuvalgo e pequeno, Steve emergiu como o cerne da banda, dando os primeiros passos com paixão arrebatadora, absorvendo o R&B e apresentando um empolgante (se bem que às vezes desleixado) estilo de tocar que conseguia disfarçar a propriedade xaroposa de algumas canções, como "Sha La La La Lee" e "My Mind's Eye". Com Lane, ele compôs a maioria das canções do grupo, bem como outros sucessos menores gravados por Chris Farlowe e P. P. Arnold.
7Ao deixar a Small Faces em 1969, Marriott, como esteio da Humble Pie, conseguiu dois feitos: emplacar um solitário sucesso no Top 20 do Reino Unido e ganhar reputação de grosseiro no programa Top Of The Pops, da BBC, antes de solidificar seu grupo anterior. Na América do Norte, em 1975, ele ganhou o estrelato como músico de hard rock, ao acumular mais de 22 turnês pelo território americano ao término da Humble Pie. Quando Mick Taylor deixou a Rolling Stones, ele escalou-se para substitui-lo (nota minha: sem sucesso, evidentemente).
5
Realizou concertos com sua All-Stars (que incluía Alexis Korner) e gravou um disco solo mal-ajambrado antes de reagrupar a Small Faces, mas as vendas fracas de dois álbuns do "retorno" minaram seus objetivos. Uma parceria com Leslie West chegou a ser cogitada, e uma nova Humble Pie lançou dois discos. Porém, a partir do início dos anos 80, Marriott trabalhou principalmente no circuito de casas noturnas europeias, liderando várias bandas inexpressivas, com um repertório construído de glórias passadas. Pouco antes morrer, em decorrência de um incêndio em sua casa, em Essex, no mês de abril de 1991, Marriott estava tentando reconstruir a Humble Pie com Peter Frampton.
6Frampton, ao lado de outros amigos famosos, compareceu ao seu funeral, no qual a execução de "All Or Nothing", da Small Faces, foi o réquiem escolhido para homenageá-lo. Desde então, sua notoriedade só tem aumentado, merecendo destaque, sobretudo, a memorável participação dele à frente da Small Faces. Não deixa de ser uma cruel ironia, levando-se em conta que ele enfrentou toda sorte de dificuldade para obter um contrato de gravação na maior parte dos anos 80 (The Encyclopedia Of Popular Music. Compiled and edited by Colin Larkin. New York: Omnibus Press, 2007, p. 911; tradução livre do inglês).

4 comentários:

Anônimo disse...

um dos melhores musicos e vocalista que eu ja escutei

Musicômano disse...

Concordo contigo, anônimo. Valeu pelo comentário.

kobilica disse...

My favorite artist.He must stand beside Plant,Gillan and so on...

Indignaldo Silva disse...

Yes, he was great. Thanks for comment.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...