segunda-feira, 8 de maio de 2017

Stone Garden - Stone Garden

Banda: Stone Garden
Disco: Stone Garden
Ano: 2008(*)
Gênero: Acid Rock, Hard Rock
Faixas:
1. Oceans Inside Me [Ripcord Version] (2:38)
2. It's A Beautiful Day (3:32)
3. The World Is Coming To An End (2:34)
4. Bastard (6:06)
5. Da Da Da Da Da (3:36)
6. Stop My Thinking (2:25)
7. Assembly Line (3:31)
8. Woodstick (8:26)
9. San Francisco Policeman Blues (4:29)
10. Oceans Inside Me [45 Version] (2:40)
11. Grayworld Forest (4:10)
12. Life Is Getting Harder (6:06)
13. Day To Day (6:03)
14. I Am Nothing (8:35)
15. Stainless Steel (5:01)
Músicas de autoria da banda.
Créditos:
Gary Speer: Lead Vocals (faixas 1-4, 6, 7, 9, 10), Guitar (faixas 1-4, 7, 9)
Dan Merrell: Bass Guitar & Backing Vocals (faixas 1-3, 5-8, 10-15)
Neal Speer: Drums & Backing Vocals
Paul Speer: Lead Guitar & Guitar
John Purviance: Saxophone & Harmonica (faixas 6, 10)
David Lee: Electric Piano (faixas 4, 9)
John Helton: Bass Guitar (faixas 4, 9)
Russ Pratt: Lead Vocals & Organ (faixas 5, 8, 11-15)
(*) Faixas gravadas em estúdio e ao vivo entre 1969 e 1971.
Biografia:
Os irmãos Speer, Gary (guitarra), Paul (guitarra) e Neal (bateria e piano), formavam o núcleo da banda Stone Garden. Os três pré-adolescentes de Lewiston, Idaho, EUA, membros de uma família musical, começaram a tocar seus instrumentos no começo dos anos 60. O pai deles construiu amplificadores improvisados com equipamentos estéreo antigos e nasceu então o grupo Three Dimensions. Com seus integrantes ainda meninos e já com shows programados, o trio recrutou o baixista Dan Merrell, colega de colégio dos irmãos Speer, para atuar em tempo integral, e, a partir daí, adotou o estilo musical britânico rebuscado da época e passou a chamar-se Knights Of Sound.
O quarteto realizou sua primeira gravação em estúdio em 1965, e principiou a apresentar-se com frequência na circunvizinhança de Lewiston, chamando a atenção, por fim, de Don Tunnell, um novato empresário. Com a psicodelia desabrochando, Tunnell alterou a denominação do grupo para Stone Garden, em 1967, após ver o nome estampado num cartaz. Os componentes da banda deixaram o cabelo crescer e trocaram suas roupas da Carnaby Street pelos casacos popularizados por Nehru (nota minha: primeiro-ministro da Índia, de 1947 a 1964). Musicalmente, o quarteto desenvolveu um repertório recheado com canções de Doors, Jimi Hendrix Experience, Cream, Beatles e Rolling Stones, além do seu próprio material.
Em 1969, a Stone Garden estava pronta para gravar discos, e um amigo, dono de um estúdio caseiro bastante sofisticado, ajudou a registrar o single de 45", "Oceans Inside Me/Stop My Thinking", lançado com 300 cópias, que acabou entrando na programação das rádios locais e sendo destacado pelo disc jockey Chris Adams, que se tornou uma espécie de porta voz do quarteto, ajudando a abrir-lhe as portas de um estúdio de gravação profissional em Vancouver, Washington. E lá a Stone Garden gravou o restante das suas composições originais, que permaneceram inéditas até que a gravadora Rockadelic compilou-as num LP homônimo em 1998. Gary Speer deixou Lewiston e o grupo para ingressar na universidade no outono de 1969, sendo substituído pelo organista e cantor Russ Pratt. No ano seguinte, três membros concluíram o ensino de segundo grau, provocando novas mudanças no lineup. Pratt e Merrell saíram e os dois irmãos Speer remanescentes chamaram Charles Weisgerber e o vocalista Rand Harrison para suprirem as ausências. Harrison, porém, não deu certo, acarretando o retorno de Gary Speer em 1971. Assim formada, a banda mudou-se para Seattle e arrebanhou o pianista e cantor David Lee. John Helton ingressou no lugar de Weisgerber na constituição derradeira da banda, que passou a chamar-se Speer Brothers Band. O grupo dissolveu-se nas primeiras semanas de 1972 (Stanton Swihart, AllMusic; tradução livre do inglês).

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...