segunda-feira, 22 de maio de 2017

Gun - Gun/Gunsight

Banda: Gun
Disco: Gun/Gunsight
Ano: 1999(*)
Gênero: Hard Rock
Faixas:
1. Race With The Devil (3:34)
2. The Sad Saga Of The Boy And The Bee (4:50)
3. Rupert's Travels (2:13)
4. Yellow Cab Man (4:15)
5. It Won't Be Long (Heartbeat) (4:27)
6. Sunshine (4:24)
7. Rat Race (3:56)
8. Take Off (10:58)
9. Head In The Clouds (4:40)
10. Drown Yourself In The River (2:54)
11. Angeline (5:35)
12. Dreams And Screams (5:14)
13. Situation Vacant (4:05)
14. Hobo (3:38)
15. Lady Link Part One (0:52)
16. Oh Lady You (5:24)
17. Lady Link Part Two (0:38)
18. Long Hair Wildman (3:50)
Músicas de autoria de Adrian Curtis, salvo "Yellow Cab Man", composta por Adrian Curtis e Jimmy Parsons.
Créditos:
Paul Curtis: Bass
Adrian Curtis: Guitars
Louis Farrell: Percussion
(*) O CD abrange os discos "The Gun", de 1968 (faixas 1-8), e "Gunsight", de 1969 (faixas 9-18).
https://goo.gl/3dxcWq
Biografia:
Este trio britânico extremamente vigoroso do final dos anos 60 possuía uma peculiaridade curiosa: dois dos seus membros descendiam de Sam Curtis, o irreverente e exuberante empresário de turnês da Kinks. Paul Curtis (aka Paul Gurvitz) e Adrian Curtis (aka Adrian Gurvitz) juntaram-se ao baterista Louie Farrell num momento em que as fronteiras entre o pop e a música progressiva ainda provocavam um debate acalorado.
A banda apresentou-se no influente programa Top Gear, de John Peel, transmitido pela BBC Radio, e fez grande sucesso, em 1968, com "Race With The Devil", uma canção energética repleta de riffs, estranhamente parecida com "Can't Be So Bad", da Moby Grape. Insegura quanto ao seu desempenho no mercado pop, a banda deu um mau passo ao lançar o frenético "Drives You Mad", e quando "Hobo" também fracassou, ficou claro que voltar a frequentar as paradas era uma causa perdida. A gravadora tentou divulgar a banda como ícone da contracultura, espalhando cartazes dizendo que "os revolucionários estão na CBS", mas a Gun não conseguiu estabelecer-se como um artista rentável. Dissolvido o grupo, Adrian e Paul Gurvitz formaram a Three Man Army, mas, após três discos lançados com a nova banda, uniram-se a Ginger Baker para constituir a Baker Gurvitz Army. Em 1982, Adrian Gurvitz conseguiu um surpreendente sucesso Top Ten britânico com "Classic" (AllMusic; tradução livre do inglês).

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...