quinta-feira, 16 de março de 2017

Crystal Syphon - Discografia essencial

Banda: Crystal Syphon
Gênero: Psychedelic Rock

Disco: Family Evil
Ano: 2012(*)
Faixas:
1. Marcy, Your Eyes (3:37)
2. Paradise (3:09)
3. Have More Of Everything (5:26)
4. Try Something Different (3:43)
5. Fuzzy And Jose (7:31)
6. Are You Dead Yet (2:46)
7. In My Mind (2:42)
8. Family Evil (5:35)
9. Fails To Shine (5:42)
10. Winter Is Cold (6:53)
Músicas de autoria da banda.
Créditos:
Jim Sanders: Vocal & Guitar
Tom Salles: Vocal & Guitar
Jeff Sanders: Vocal, Organ & Percussion
Bob Greenlee: Bass
Dave Sprinkel: Vocal, Organ, Percussion
Andy Daniel: Drums (faixas 1-4)
Marvin Greenlee: Drums (faixas 5-10)
(*) Faixas gravadas em 1967 e 1968.
Disco: Elephant Ball
Ano: 2015(*)
Faixas:
1. Dawn Sermon (1:19)
2. For All Of My Life (3:11)
3. Tell Her For Me (3:28)
4. Elephant Ball (4:26)
5. Sing To Me (8:35)
6. It's Winter (3:23)
7. Snow Falls (5:15)
8. Don't Fall Brother (3:19)
9. There Is Light There (6:32)
Músicas de autoria da banda.
Créditos:
Tom Salles: Vocal, Guitar & Percussion
Jim Sanders: Vocal & Guitar (faixas 1-3)
Jeff Sanders: Vocal, Organ & Percussion
Dave Sprinkel: Vocal, Percussion & Organ (faixas 1-3)
Bob Greenlee: Bass
Andy Daniel: Drums (faixas 1-3)
Marvin Greenlee: Drums (faixas 4-9)
(*) Faixas 1 e 3 gravadas provavelmente em 11 de junho de 1967, em Fresno, Califórnia; faixa 2 gravada no início de 1967, em Hollywood, Califórnia; faixas 4 a 9 gravadas em 18 de novembro de 1969, no Fillmore West, em São Francisco, Califórnia.
https://is.gd/Lo4URA

Biografia:
A biografia da banda, que segue, em tradução livre do inglês, foi retirada do seu site.
A Cristal Syphon foi uma das grandes bandas obscuras da cena psicodélica da Costa Oeste americana, formada em Merced, Califórnia, em 1965. Originalmente chamado Morlochs e influenciado por Beatles e Byrds, o grupo logo adotou o nome Crystal Syphon e o estilo psicodélico, passando atuar no circuito de bailes no período entre 1966 e 1970. Embora se inclinasse, às vezes, na direção de New Tweedy Brothers e Quicksilver Messenger Service, sua música apresentava características próprias, resultado de longos ensaios noturnos realizados seis vezes por semana. A banda recebeu propostas de várias gravadoras durante sua existência, mas, devido às exigências de controle artístico e propriedade de direitos autorais, nenhum contrato acabou firmado. Agora, decorridos 44 anos do nascimento da banda, a Roaratorio orgulha-se em disponibilizar suas canções pela primeira vez. Compilado de sessões de estúdio, fitas de ensaios e gravações ao vivo no Fillmore West, o disco "Family Evil" foi lançado em edição limitada a 500 cópias, com concepção artística a cargo de Norman Orr e extensas notas históricas inseridas no encarte, no antigo padrão "capa dura".

4 comentários:

Jaimemellorock Mello disse...

Sensacional, Indignaldo. Não conhecia, bastante psicodélico com uma pegada bem original. Obrigado.

Indignaldo Silva disse...

Mais uma para a coleção das excelentes bandas obscuras que, por alguma razão, não fizeram sucesso, ao contrário de tantas porcarias. Um abraço, Jaime.

Jaimemellorock Mello disse...

Realmente, meu amigo. É a cultura do consumismo, onde o que importa é a grana, juntando a isso, uma cultura mundial baseada na falsidade, com uma ideologia voltada unicamente para um estereotipo tido como normal, ou seja, verdadeiras pessoas robotizadas a serviço dos poderosos, bem ao estilo de The Wall (Pink Floyd). Abraço.

Indignaldo Silva disse...

Disse tudo, Jaime.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...