sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Incredible Hog - Volume 1 [Bonus Tracks]

Banda: Incredible Hog
Disco: Volume 1 [Bonus Tracks]
Ano: 2011(*)
Gênero: Blues Rock, Hard Rock
Faixas:
1. Lame (3:21)
2. Wreck My Soul (5:41)
3. Execution (3:09)
4. Tadpole (3:31)
5. Another Time (4:13)
6. Warning (3:10)
7. Walk The Road (3:19)
8. There's A Man (3:47)
9. To The Sea (3:35)
10. Losing Myself (3:48)
11. Burnout [Previously Unreleased Studio Session From 1973] [Bonus Track] (4:29)
12. Finger Fish [Previously Unreleased Studio Session From 1973] [Bonus Track] (3:37)
13. Goin' Down [Previously Unreleased Studio Session From 1973] [[Bonus Track] (3:18)
14. The Stumble [Previously Unreleased Studio Session From 1973] [Bonus Track] (3:01)
Músicas de autoria de Ken Gordon.
Créditos:
Jim Holmes: Bass Guitar, Vocals
Tony Awin: Drums
Ken Gordon: Lead Guitar, Harmonica, Vocals
(*) LP lançado originalmente em 1973.
http://ouo.press/HdwZk4
Biografia:
Como tantas bandas dos primórdios dos anos 70, o trio londrino Incredible Hog foi um subproduto do boom do blues britânico dos anos 60. Intentando misturar pop melódico com rock pesado e letras inteligentes e significantes, o guitarrista, cantor e compositor Ken Gordon e o baixista Jim Holmes, frequentadores da mesma escola e ex-companheiros da banda Speed Auction, formaram a Incredible Hog no começo de 1972, fazendo um trocadilho com o Incredible Hulk (nota minha: no Brasil, "O Incrível Hulk"), personagem bastante popular dos gibis.
Após vários testes, o grupo finalmente arranjou um baterista fixo: o sul-africano Tony Awin. De qualquer forma, conseguir apresentações na época não era tarefa fácil, e, por isso, esforçando-se para resolver o problema, a banda criou sua própria casa noturna, The Pig Sty, localizada, no início, em Ilford e, mais tarde, em Forest Gate, a leste de Londres. Ao anunciar a boate no prestigiado periódico Melody Maker, o nome da banda passou a ficar conhecido, embora insuficiente para despertar a atenção das gravadoras. Então, um obstinado Ken Gordon invadiu o escritório da Dart Records e recusou-se a sair até que alguém escutasse a fita demo da banda. Depois de esperar o dia todo e ser ameaçado de expulsão pela polícia, Gordon alcançou seu objetivo e, dentro de duas semanas, a Incredible Hog assinou com a gravadora!
Para trabalhar com a banda, a Dart designou o produtor Roger Watson, que já prestara serviços antes ao grupo de rock cômico Scaffold. A imprópria parceria gerou muitos conflitos no estúdio acerca do caminho musical a ser seguido, com a banda querendo tomar um rumo e Watson, outro. Entretanto, o choque de ideias trouxe, por incrível que pareça, bastante emoção e originalidade ao disco "Volume I", que recebeu aclamação da crítica quando foi lançado, mas estava muito à frente do seu tempo para gerar aceitação popular. Mesmo assim, o grupo excursionou pelo Reino Unido para promover o álbum e até começou a gravar um novo disco, porém a apatia da gravadora, combinada com a carência de sucesso do disco lançado, aniquilou a banda ao término de 1973.
Ken Gordon voltou-se para sessões de estúdio e colaborou em gravações dos grupos Rubettes, Tremeloes e Heavy Metal Kids. Ainda compõe, mas é mais lembrado por sua carreira de ator: apareceu nos programas televisivos "The Bill" e "London's Burning". Tony Awin trabalhou com a The Crazy World Of Arthur Brown e James Last, e atualmente ainda atua como músico profissional, participando de shows e gravações de estúdio. Jim Holmes virou produtor e ajudou a fundar o legendário Scarf Studios, onde até este escritor lembra-se de ter feito uma demo! Hoje, Jim dirige uma exitosa companhia de teatro (Mark Brennan, notas ao CD "Volume  1", de 1994, segundo informação do site Alex Glitin; tradução livre do inglês).

4 comentários:

toninho disse...

Cara, teu blog é muito bom maluco, baixei o Hard Stuff e agora esse Incredible Hog, duas bandaças do hard britanico. Agora, você teria o disco da banda Poobah "Let me in" ?

Indignaldo Silva disse...

Tenho sim. Já está na fila. Só aguardar. Obrigado pelo comentário.

toninho disse...

Valeu cara !!

Indignaldo Silva disse...

Obrigado pelo comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...