terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

Lindisfarne - The Charisma Years 1970-1973

Banda: Lindisfarne
Disco: The Charisma Years 1970-1973
Ano: 2011(*)
Gênero: Folk Rock
Faixas:
CD 1: Nicely Out Of Tune (1970)
1. Lady Eleanor (Alan Hull) 4:16
2. Road To Kingdom Come (Roderick Clements) 4:15
3. Winter Song (Alan Hull) 5:14
4. Turn A Deaf Ear (Noakes) 3:57
5. Clear White Light (Part 2) (Alan Hull) 4:08
6. We Can Swing Together (Alan Hull) 5:48
7. Alan In The River With Flowers (Alan Hull) 3:09
8. Down (Alan Hull) 3:11
9. The Things I Should Have Said (Roderick Clements) 4:04
10. Jackhammer Blues (Woody Guthrie) 3:26
11. Scarecrow Song (Alan Hull) 3:23
12. Knackers Yard Blues [Single B-Side, 1970] [Bonus Track] (Roderick Clements) 3:39
13. Nothing But The Marvellous Is Beautiful [Single B-Side, 1971] [Bonus Track] (Alan Hull) 4:43
14. From My Window ["Nicely Out Of Tune" Outtake] [Bonus Track] (Roderick Clements) 3:30
15. On My Own I Built A Bridge ["Nicely Out Of Tune" Outtake] [Bonus Track] (Noakes) 4:17
16. Lady Eleanor [US Mix] [Bonus Track] (Alan Hull) 4:15
17. We Can Swing Together [US Mix] [Bonus Track] (Alan Hull) 3:31
18. Scarecrow Song [US Mix] [Bonus Track] (Alan Hull) 4:03
19. Meet Me On The Corner [Demo Version, From "Finest Hour", 1975] [Bonus Track] (Roderick Clements) 2:37
CD 2:
Fog On The Tyne (1971)
1. Meet Me On The Corner (Roderick Clements) 2:40
2. Alright On The Night (Alan Hull) 3:34
3. Uncle Sam (Simon Cowe) 2:57
4. Together Forever (Noakes) 2:35
5. January Song (Alan Hull) 4:15
6. Peter Brophy Don't Care (Hull, Morgan) 2:49
7. City Song (Alan Hull) 3:07
8. Passing Ghosts (Alan Hull) 2:30
9. Train In G Major (Roderick Clements) 3:11
10. Fog On The Tyne (Alan Hull) 3:25
11. Scotch Mist [Single B-Side, 1971] [Bonus Track] (Jackson, Roderick Clements, Laidlaw, Hull, Simon Cowe) 2:08
12. No Time To Lose [Single B-Side, 1971] [Bonus Track] (Alan Hull) 3:16
13. January Song [Extended Version] [From "The Best Of Lindisfarne", 1975] [Bonus Track] (Alan Hull) 6:11
Dingly Dell (1972)
14. All Fall Down (Alan Hull) 3:42
15. Plankton's Lament (Simon Cowe) 1:56
16. Bring Down The Government (Hull, Carroll) 1:30
17. Poor Old Ireland (Alan Hull) 2:59
18. Don't Ask Me (Roderick Clements) 3:31
19. O No Not Again (Alan Hull) 3:21
20. Dingle Regatta (Traditional) 1:05
21. Wake Up Little Sister (Alan Hull) 2:52
22. Go Back (Simon Cowe) 3:00
23. Court In The Act (Alan Hull) 3:10
24. Mandolin King (Alan Hull) 2:34
25. Dingly Dell (Alan Hull) 6:09
CD 3: Live (1973)
1. Intro (1:13)
2. Together Forever (Alan Hull) 3:06
3. No Time To Lose (Alan Hull) 3:57
4. January Song (Alan Hull) 5:04
5. Meet Me On The Corner (Roderick Clements) 3:41
6. Alright On The Night (Alan Hull) 4:32
7. Train In G Major (Roderick Clements) 3:30
8. Scotch Mist (Jackson, Roderick Clements, Laidlaw, Hull, Simon Cowe) 2:44
9. Lady Eleanor (Alan Hull) 6:02
10. Knacker's Yard Blues (Roderick Clements) 4:55
11. Fog On The Tyne (Alan Hull) 5:50
12. We Can Swing Together (Alan Hull) 17:52
13. Jackhammer Blues (Woody Guthrie) 5:40
14. Clear White Light (Alan Hull) 11:09
CD 4: Roll On. Ruby (1973)
1. Taking Care Of Business (Alan Hull) 2:58
2. North Country Boy (Tommy Duffy) 3:27
3. Steppenwolf (Alan Hull) 5:02
4. Nobody Loves You Anymore (K. Craddock, C. Gibson) 3:06
5. When The War Is Over (Alan Hull) 5:02
6. Moonshine (Tommy Duffy) 3:56
7. Lazy (Alan Hull) 3:22
8. Roll On River (K. Craddock, C. Gibson) 5:20
9. Tow The Line (K. Craddock, C. Gibson) 2:33
10. Goodbye (Tommy Duffy) 3:22
11. Taking Care Of Business [US Version] [Bonus Track] (Alan Hull) 2:58
12. North Country Boy [US Version] [Bonus Track] (Tommy Duffy) 3:22
13. Roll On River [US Version] [Bonus Track] (K. Craddock, C. Gibson) 5:26
Créditos:
Alan Hull: Vocals, Acoustic Guitar, 12 String Guitar, Organ, Piano, Electric Piano, Keyboards, Harmonium
Ray Jackson: Vocals, Mandolin, Harmonica, Harp
Rod Clements (menos CD 4): Electric Bass, Organ, Piano, Violin, Acoustic Guitar, 12 String Guitar, Electric Guitars, Vocals
Simon Cowe (menos CD 4): Lead, Acoustic & 12 String Guitars, Mandolin, Banjo, Vocals
Ray Laidlaw (menos CD 4): Drums, etc.
Ken Craddock (CD 4): Keyboards, Guitars & Vocals
Charlie Harcourt (CD 4): Guitars
Tommy Duffy (CD 4): Bass & Vocals
Paul Nichols (CD 4): Drums
(*) A coleção abrange os cinco primeiros discos da banda, com faixas extras.
http://freetexthost.com/q0d0uab4e2
Biografia:
Essa banda inglesa de Newcastle foi constituída por Alan Hull (nascido em 20 de fevereiro de 1945, em Benwell, Newcastle-upon-Tyne, Northumberland, Inglaterra, e morto em 17 de novembro de 1995; vocais, guitarra e piano), Simon Cole (nascido em 1º de abril de 1948, em Jesmond Dene, Tyne And Wear, Inglaterra; guitarra), Ray Jackson (nascido em 12 de dezembro de 1948, em Wallsend, Tyne And Wear, Inglaterra; harmônica e bandolim), Rod Clements (nascido em 17 novembro de 1947, em North Shields, Tyne And Wear, Inglaterra; baixo e violino) e Ray Laidlaw (nascido em 28 maio de 1948, em North Shields, Tyne And Wear, Inglaterra; bateria). O quinteto, inicialmente, chamava-se Downtown Faction, mas adotou o nome Lindisfarne em 1968. Seu primeiro disco, "Nicely Out Of Tune", saiu no ano seguinte, e a mistura impetuosa de folk rock e harmonias radiantes mostrou ser, indiscutivelmente, o aspecto mais aprazível da banda. O álbum continha a melancólica e liricamente complexa "Lady Eleanor".
A popularidade da Lindisfarne prosperou com o lançamento de "Fog On Tyne", trazendo a bem-humorada faixa-título, que celebrava a vida em Newcastle com versos assim escritos: "Sentado em um botequim ordinário, devorando uma fiada de salsichas nojentas". O primeiro single do disco, "Meet Me On The Corner", chegou ao Top 5 do Reino Unido em 1972, o mesmo acontecendo com o relançamento de "Lady Eleanor". "Fog On The Tyne" ganhou produção de Bob Johnston, que realizou o mesmo trabalho em "Dingly Dell", mas o grupo não gostou do resultado e remixou o álbum antes de lançá-lo. O disco, porém, não agradou, tanto em criatividade quanto em vendas, e tensões internas afloraram durante uma malfadada turnê americana. Em 1973, Laidlaw, Cole e Clements bateram em retirada para fundar a Jack The Lad. Kenny Craddock (teclados), Charlie Harcourt (guitarra), Tommy Duffy (baixo) e Paul Nichols (bateria) ingressaram na banda, mas o reconstruído lineup ressentia-se do charme do seu predecessor e terminou ofuscado pela concomitante carreira solo de Alan Hull. "Happy Daze", editado em 1974, ofereceu algum alento, mas a banda dispersou-se no ano seguinte. A desagregação, contudo, durou pouco, e o quinteto original reuniu-se novamente, conseguindo um contrato com a Mercury Records que lhe rendeu um single no Top 10 britânico com "Run For Home".
Apesar de novos discos, a Lindisfarne mostrou-se incapaz de repetir o sucesso de "Run For Home", chegando ao declínio artístico com o lançamento de "C'mon Everybody", um pot-pourri com badaladas músicas roqueiras dançantes e seis das mais conhecidas canções da banda colocadas na rabeira do álbum. Em novembro de 1990, a Lindisfarne retornou às paradas do Reino Unido (2º lugar), através da versão retrabalhada (e inferior à original) de "Fog On The Tyne", gravada na companhia de Paul Gascoigne, jogador de futebol inglês e conterrâneo do grupo.
Embora a banda, atualmente, consiga fazer sucesso apenas de forma esporádica, seus fãs permanecem inabaláveis, particularmente no nordeste da Inglaterra, sempre comparecendo aos concertos anuais natalinos da Lindisfarne. Até morrer repentinamente, Hull manteve uma carreira solo independente, mas tocava também os clássicos da Lindisfarne, como se constata no seu disco "Back To Basics", lançado em 1994. Os membros remanescentes, juntamente com Billy Mitchell (nascido em 22 julho de 1946), Ian Thomson (nascido em 25 de fevereiro de 1961) e Dave Hull-Denholm (nascido em 2 março de 1967), lançaram um satisfatório disco, com material novo, em 2002, do qual Alan Hull provavelmente se orgulharia (The Encyclopedia Of Popular Music. Compiled and edited by Colin Larkin. New York: Omnibus Press, 2007, pp. 855-6; tradução livre do inglês).

2 comentários:

Jayme da costa Maceió AL disse...

Valeu, amigo. Uma sonoridade bastante inspiradora!

Indignaldo Silva disse...

Sem dúvida, Jayme. A Lindisfarne era ótima nos anos 70.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...