domingo, 6 de agosto de 2017

The Sparrow - The Complete CBS Recordings 1966-67

Banda: The Sparrow
Disco: The Complete CBS Recordings 1966-67
Ano: 2008
Gênero: Blues Rock, Acid Rock, Hard Rock
Faixas:
1. Twisted (John Kay) 3:17
2. Goin' To California (John Kay) 2:29
3. Baby, Please Don't Go (Joe Williams) 3:15
4. Down Goes Your Love Life (Dennis Edmonton, Nick St. Nicholas) 2:03
5. Bright Lights, Big City (Jimmy Reed) 3:10
6. Can't Make Love By Yourself (Dennis Edmonton) 2:27
7. Good Morning Little Schoolgirl (Sonny Boy Williamson) 3:56
8. King Pin (Paul Jones, Manfred Mann) 3:00
9. Square Headed People (John Kay) 2:31
10. Chasin' Shadows (Dennis Edmonton) 3:22
11. Green Bottle Lover (Dennis & Jerry Edmonton) 2:41
12. Isn't It Strange (Dennis Edmonton, Nick St Nicholas) 2:31
13. Tomorrow's Ship (Dennis Edmonton) 3:11
14. Twisted (John Kay) 3:02
15. Goin' To California (John Kay) 2:28
16. Hoochie Coochie Man (Willie Dixon) 4:37
17. The Pusher (Hoyt Axton) 5:20
18. Goin' Upstairs (John Lee Hooker) 5:49
19. Tighten Up Your Wig (John Kay) 3:13
20. Too Late (Nick St Nicholas) 2:33
Créditos:
John Kay: Vocals, Guitar, Blues Harp
Dennis Edmonton: Guitar, Vocals
Goldy McJohn: Keyboards
Nick St. Nicholas: Bass Guitar, Vocals
Jerry Edmonton: Drums, Vocals, Theremin
Biografia:
Antes de ingressar na Steppenwolf, John Kay liderou a Sparrow, banda canadense de Toronto, que excursionou pelas cidades americanas de Nova Iorque, Los Angeles e São Francisco atrás de sucesso e esperando ser contratada por uma gravadora de confiança.
E previamente à sua associação com Kay, a Sparrow atuou como grupo de apoio do cantor pop canadense Jack London, tendo participado da gravação de vários dos seus sucessos (que ocorreram apenas em sua terra natal, para falar a verdade). A Sparrow lançou, oficialmente, apenas um LP de 45", embora muitas das músicas que gravou para a Columbia tenham aparecido em diversos álbuns. Seu material misturava as canções compostas por Kay com covers de medalhões bluseiros, como John Lee Hooker e Jimmy Reed. Consideravelmente mais enraizada na música tradicional, em cotejo com a Steppenwolf, a Sparrow executou o prosaico blues rock na maior parte da sua existência. Curiosamente, as melhores – e as mais atípicas – músicas da banda não levaram a assinatura de Kay: "Tomorrow's Ship", com sua adorável psicodelia, e "Isn't It Strange", ecoando maciçamente uma situação fora de controle. Escritas e cantadas por outros membros da banda, essas canções (que formavam os dois lados do seu solitário single) refletiam um clima viajante californiano, em completo desacordo com o rock pesado ao gosto de Kay (Richie Unterberger, AllMusic; tradução livre do inglês).

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...