sábado, 21 de maio de 2016

Affinity - Affinity (Deluxe Edition)

Banda: Affinity
Disco: Affinity (Deluxe Edition)
Ano: 2011(*)
Gênero: Jazz Rock, Psychedelic Rock, Progressive Rock
Faixas:
1. I Am And So Are You (Hull) 3:34
2. Night Flight (Jobb, Hoyle) 7:21
3. I Wonder If I Care As Much (Phillip Everly, Donald Everly) 3:25
4. Mr. Joy (Peacock) 5:05
5. Three Sisters (Naiff, Hoyle) 5:03
6. Coconut Grove (Sebastian, Yanovsky) 2:38
7. All Along The Watchtower (Dylan) 11:42
8. Eli's Coming [From "If You Live", 2002] [Bonus Track] (Nyro) 3:32
9. United States Of Mind [From "If You Live", 2002] [Bonus Track] (Hull) 2:50
10. Yes Man [From "If You Live", 2002] [Bonus Track] (Foster, Naiff, Hoyle) 7:26
11. If You Live [From "If You Live", 2002] [Bonus Track] (Allison) 3:16
12. I Am The Walrus [From "If You Live", 2002] [Bonus Track] (Lennon, McCartney) 4:08
13. You Met Your Match [From "If You Live", 2002] [Bonus Track] (Wonder, Hunter, Hardaway) 3:03
14. Long Voyage [From "If You Live", 2002] [Bonus Track] (King) 4:19
15. Little Lonely Man [From "If You Live", 2002] [Bonus Track] (Foster, Hoyle) 3:58
Créditos:
Linda Hoyle: Vocals
Lynton Naiff: Hammond B3 Organ, Piano, Wurlitzer, Harpsichord, Vibraphone, Percussion
Mike Jopp: Electric, Acoustic & 12 String Guitars, Percussion
Mo Foster: Bass Guitar, Double Bass, Percussion
Grant Serpell: Drums, Percussion
(*) LP lançado originalmente em 1970.
http://bit.ly/1WJoJIh
Biografia:
Contratada pela Vertigo em 1970, na crista da onda do jazz-rock, a efêmera Affinity lançou apenas um single e um disco longo antes de romper-se. Constituída pela jovem cantora Linda Hoyle, o baixista Mo Foster, o guitarrista Mike Jupp (sic), o tecladista Lynton Naiff e o baterista Grant Serpell, a banda mostrava maturidade musical, misturando folk, jazz, soul, blues e elementos de psicodelia moderna e rock progressivo. Saudada com entusiasmo pelos críticos, que elogiaram a poderosa voz da novata Hoyle e a peculiar habilidade do organista Naiff, parecia que a banda deslancharia.
Derek Jewell, do jornal The Sunday Times, escreveu: "Naiff já é um virtuoso, com estilo soul, e todo o grupo é provavelmente a melhor novidade surgida neste ano na área do jazz-pop". Mas, embora o álbum de sete faixas tenha sido bem recebido, a banda separou-se logo após o seu lançamento. Encaixar o trabalho da Affinity num gênero é uma tarefa difícil, e a classificação "jazz-rock/blues-rock", que normalmente é empregada para rotular o seu estilo, está longe da adequação. Tal como aconteceu com muitas outras bandas progressivas do final dos anos 60, a Affinity estava apenas engatinhando quando se dissolveu (Jon "Mojo" Mills, AllMusic; tradução livre do inglês).

6 comentários:

Anônimo disse...

Password?

Indignaldo Silva disse...

discofilos

Jayme da costa Maceió AL disse...

Maravilhoso Clássico. Para muitos um achado, algo perdido no tempo. Para outros, uma Bíblia do Rock n`Roll, o qual é o meu caso.

Indignaldo Silva disse...

Banda muito boa mesmo, Jayme, e que eu só fui conhecer há pouco tempo, o que mostra que tem muita coisa boa escondida por aí.

Spirit walker disse...

Essa banda é uma das preciosidades que o antigo e disputado sêlo inglês "Vertigo" lançou lá nos finais dos anos 60 e início dos 70. Gostei muito desse exemplar com os bônus, exceto a última faixa, que achei horrível, gravada ao vivo mas muito tôsca, dando a impressão que alguém assistindo o show, ligou um gravador lá no meio da platéia e deixou rolar (rsrs)....totalmente desnecessária...mas enfim, o disco em si é realmente uma jóia, parabéns Indignaldo, espero que venham mais achados desse naipe e em especial do cultuado sêlo.

Indignaldo Silva disse...

Valeu o comentário, Spirit Walker.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...