sexta-feira, 17 de outubro de 2014

The Motions - Introduction To The Motions [Bonus Tracks]

Cover
Banda: The Motions
Disco: Introduction To The Motions [Bonus Tracks]
Ano: 2001(*)
Gênero: British Invasion, Garage Rock, Psychedelic Rock
Faixas:
1. Love Won't Stop (1:59)
2. I've Waited So Long (1:57)
3. I'll Follow The Sun (2:36)
4. The Girl From New York City (2:57)
5. You Bother Me (2:09)
6. I Want Someone To Love (2:13)
7. It's Gone (2:32)
8. No Matter Where You Run (2:41)
9. Be The Woman I Need (1:55)
10. I've Got Misery (3:18)
11. Who'll Save My Soul (1:56)
12. For Another Man (1:51)
13. We Fell In Love [Single A-Side, 1965] [Bonus Track] (1:58)
14. Wasted Words [Single B-Side, 1965] [Bonus Track] (2:12)
Músicas de autoria de R. Van Leeuwen, salvo "The Girl From The New York City", composta por J. Taylor.
Créditos:
Rudy Bennett (Ruud van de Berg): Vocals
Robbie van Leeuwen: Guitar
Henk Smitskamp: Bass
Sieb Warner (Siebolt Warntjes): Drums
(*) LP lançado originalmente em 1965.
http://www.filefactory.com/file/76c86ceywxa7/STECROPWALHFMF.rar 
Biografia:
Dizem que foram eles os responsáveis. Em 1964, quando uma canção dos Motions, a selvagem "It's Gone", chegou às paradas locais, a porta estava aberta. Centenas de bandas em The Hague queriam seguir aqueles passos, queriam imitá-los.
A verdade é que poucos conseguiram alcançar o nível de excitação e competência daqueles compactos dos Motions lançados entre 1965-1966, marcos da explosão beat holandesa. A formação na época consistia em Rudy Bennett (vocal), Robbie van Leeuwen (guitarra), Henk Smitskamp (baixo) e Sieb Warner (bateria). Até mesmo os Walker Brothers gravaram uma canção da banda, "My Love Is Growing", tema de autoria do guitarrista e principal compositor do grupo, Robbie van Leeuwen. Outros sucessos da banda na época foram "Wasted Words" e "It's The Same Old Song".
3O primeiro LP veio ainda em 165, Introduction To The Motions, clássico absoluto do nederbeat, com pedradas como "We Fell In Love" e baladas como "I'll Follow the Sun". Depois de uma série de EPs e compactos, soltaram, em 1966, o segundo disco, In Their Own Way, produzido por John Stewart, empresário dos Walker Brothers e famoso entusiasta do conjunto.
Em 1967, Robbie van Leeuwen saiu do grupo para montar o Shocking Blue e foi substituído pelo ex-Tee Set, Gerard Romeyn. No mercado, discos e mais discos deles nas prateleiras - compactos, EPs, compilações e até um disco ao vivo. Em 1968 saiu mais um LP de estúdio, Impressions of Wonderful.
5Depois de mais alterações na formação, o grupo lançou, pela Decca, aquele que para muitos é o seu álbum definitivo: Electric Baby, com efeitos psicodélicos, baladas e um clima único. Na desconcertante faixa-título, atuam como uma espécie de Mothers Of Invention recriando "2.000 Light Years From Home" dos Stones.
Na sequência, perderam o baterista para o rivais do Golden Earring. Com nova formação partiram para promover o álbum nos EUA, mas acabaram fazendo uma única apresentação, no The Scene Club, em New York.
Em 1971, eles se separaram, mas antes soltaram um disco de despedida, Sensation, pelo selo Simogram, de propriedade de uma cadeia de supermercados. Seus integrantes acabaram se encontrando nos anos seguintes, em diversas bandas como Crossroad, Greenhorn, Jupiter e Galaxy Lin.
1Em 1992, fizeram uma única apresentação com a formação clássica para uma rede de TV e, desde então, Rudy Bennett vem chamando músicos e amigos para excursionar no circuito "oldies" com o nome The Motions. (...) (Bento Araújo, Revista Poeira Zine, nº 49, julho/agosto 2013, p. 35).

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...