sábado, 5 de outubro de 2013

Country Joe & The Fish - Electric Music For The Mind And Body

Cover CD
Banda: Country Joe & The Fish
Disco: Electric Music For The Mind And Body
Ano: 1967(*)
Gênero: Folk Rock, Country Rock, Psychedelic Rock
Faixas:
1. Flying High (2:41)
2. Not So Sweet Martha Lorraine (4:24)
3. Death Sound (4:26)
4. Porpoise Mouth (2:51)
5. Section 43 (7:26)
6. Super Bird (2:07)
7. Sad And Lonely Times (2:26)
8. Love (2:24)
9. Bass Strings (5:03)
10. The Masked Marauder (3:12)
11. Grace (7:03)
Músicas de autoria de Joe McDonald, exceto "Love", composta pela banda e John Francis Gunning.   
Créditos:
Joe McDonald: Vocals (faixas 1, 2, 3, 4, 6, 9, 11), Rhythm Guitar (faixas 2, 9), Tambourine (faixa 3), Guitar [1st Solo] (faixa 5), Vocals [Second Voice) (faixa 7), Recorder (faixa 11), Bells (faixa 11)
Barry Melton: Lead Guitar (faixas 1, 2, 3, 4, 5, 8, 9, 10, 11), Rhythm Guitar (faixas 6, 7), Lead Vocals (faixa 7), Vocals (faixa 8)
David Cohen: Rhythm Guitar (faixas 1, 8, 11), Organ (faixas 2, 4, 5, 9, 10), Lead Guitar (faixas 3, 6, 7)
Bruce Barthol: Bass, Fuzz Bass (faixa 4), Harmonica (faixas 5, 7, 10)
Gary "Chicken" Hirsh: Drums, Background Sounds (faixa 11)
(*) CD lançado em 1987.
Logo Design by FlamingText.com
Biografia:
Formado em Berkeley, Califórnia, EUA, em 1965, esse criativo quinteto nasceu com o nome de Instant Action Jug Band. Seu mentor, o cantor folk Country Joe McDonald (nascido em 1 de Janeiro de 1942, em El Monte, Califórnia, EUA [nota minha: conforme já informei na biografia do músico, postada aqui, seu nascimento ocorreu em Washington, D. C., EUA; está equivocada, portanto, a informação de Larkin) estabeleceu a banda com o guitarrista Barry Melton (nascido em 1947, no Brooklyn, Nova Iorque, NY, EUA), e ambos foram os únicos que permaneceram no grupo ao longo de sua turbulenta história.
CJTF 1Membro de uma família de manifestantes políticos, McDonald enveredou pelo ativismo centrado em Berkeley, e a gravação mais antiga do grupo, "I Feel File I'm Fixin' To Die Rag", de 1965, incorporava, na sua letra, um virulento ataque à guerra do Vietnã. No ano seguinte, a banda, àquela altura com McDonald, Melton, David Cohen (guitarra e teclados), Paul Armstrong (baixo) e John Francis Gunning (bateria), adotou a eletrificação e lançou um EP com tiragem limitada. Em 1967, Armstrong e Gunning foram substituídos por Bruce Barthol e Gary "Chicken" Hirsh, respectivamente. E o remodelado quinteto gerou "Electric Music For The Mind And Body", um dos lançamentos mais marcantes da era "west coast" (nota minha: a expressão tem significado apenas no original, porque se trata de um fenômeno regional americano) dos anos 60. Embora a política ainda predominasse em "Superbird" (sic) desfavorável a Lyndon B. Johnson , a excelente seleção também incluía flamantes números instrumentais ("Section 43"), canções sobre drogas ("Bass Strings") e resoluto romantismo ("Happiness Is A Porpoise Mouth").
CJTF 2Ao debute da banda, seguiu-se depressa "I-Feel-Like-I'm-Fixing'-To-Die", que trazia, além de uma nova versão para a composição original, uma comovente homenagem à cantora Janis Joplin. O polêmico e franco McDonald instigou a famosa "fish cheer" (nota minha: a expressão, que, literalmente, significaria "alegria de peixe" ou coisa parecida, não merece tradução, a meu ver, pois se trata de um trocadilho envolvendo o nome da banda), como era chamada a troca da soletração, pelos fãs, em delírio e completamente despreocupados, da palavra F.I.S.H. por F.U.C.K., nas apresentações da banda. Assolado por problemas internos, o grupo lançou seu terceiro e decepcionante disco, "Together", que marcou o fim do inventivo conjunto. "Here We Are Again", de 1969, precisou ser completado por vários músicos, incluindo Peter Albin e Dave Getz, ambos da Big Brother And the Holding Company.
CJTF 3Todavia, apesar da fragmentação da banda, o disco continha a perturbadora "Here I Go Again", de matiz country e posteriormente um sucesso na voz de Twiggy, modelo, atriz e cantora dos anos 60. Mark Kapner (teclados), Doug Metzner (baixo) e Greg Dewey (bateria, ex-Mad River) juntaram-se a McDonald e Melton, no verão de 1969. O novo lineup ficou responsável pelo último álbum da banda, "C.J. Fish", no qual se vislumbravam resquícios do brilho da antiga formação.
A "clássica" formação, listada nos três primeiros discos da banda, reuniu-se brevemente entre 1976 e 1977, mas o álbum daí resultante, "Reunion", revelou-se desapontador. McDonald à parte, Barry Melton viu sua carreira exitar-se, gravando vários discos solos e integrando o supergrupo Dinosaurs, de São Francisco. McDonald continua a encantar hippies e velhos admiradores do folk e é sempre uma atração popular em festivais ao ar livre (The Encyclopedia Of Popular Music. Compiled and edited by Colin Larkin. New York: Omnibus Press, 2007, pp. 360-1; tradução livre do inglês).

5 comentários:

Only Good Song disse...

Fala,
Esse é um clássico.
Ñ posso ouvir falar nesse disco q eu sempre me lembro de um velho amigo do colégio q não sei como tinha um surrado lp.
Época sem internet pra saber direito do que se tratava (só sabiamos q tinha tocado no woodstock) porém divirtiamos mto nas tardes de sábado.
Lembro bem desse amigo, que já ñ tenho mais como me encontrar com ele, nem aos sabs, nem aos dom.
Vou ali ouvir Adoniram Barboza (primo do Beto Barboza) e volto já
Belo Post. Acho que vou postar +1 The Fish no blog.
[]s

Musicômano disse...

Eu já não tive a sorte de ter um amigo com o disco. Tive que escutar depois da net. Era muito difícil ouvir um disco importado na minha época. Isso só mudou mesmo com a web. E mesmo antes do compartilhamento. Me lembro de comprar os primeiros CDs importados na CD Point. Bem, isso agora é passado. Ainda bem. Quer dizer, bem pra nós, já para as gravadoras... Abraço, Only. E bom Adoniram.

Ansina disse...

Bom de mais! Muito obrigado.

Musicômano disse...

Agradeço o comentário, Ansina. Um abraço.

rintesh disse...

Thanks for this post.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...