quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

The Beach Boys - Good Timin': Live At Knebworth, England 1980

Cover
Banda: The Beach Boys
Disco:  Good Timin': Live at Knebworth, England 1980
Ano: 2006(*)
Gênero: Surf Rock, Psychedelic Pop, Soft Rock
Músicas:
1. Intro (0:49)
2. California Girls (B. Wilson, Love) 3:10
3. Sloop John B (Trad. Arr. B. Wilson) 3:04
4. Darlin' (B. Wilson, Love) 2:37
5. School Days (Berry) 3:26
6. God Only Knows (B. Wilson, Asher) 2:51
7. Be True To Your School (B. Wilson, Love) 2:27
8. Do It Again (B. Wilson, Love) 3:08
9. Little Deuce Coupe (B. Wilson, Christian) 2:14
10. Cotton Fields/Heroes And Villains (Leadbelly, B. Wilson, Parks) 5:19
11. Happy Birthday Brian (1:25)
12. Keepin' The Summer Alive (C. Wilson, Bachman) 3:42
13. Lady Lynda (Jardine, Altbach) 5:01
14. Surfer Girl (B. Wilson) 2:39
15. Help Me, Rhonda (B. Wilson, Love) 4:05
16. Rock And Roll Music (Berry) 2:22
17. I Get Around (B. Wilson, Love) 2:14
18. Surfin' USA (B. Wilson, Berry) 2:54
19. You Are So Beautiful (Preston, Fisher) 3:13
20. Good Vibrations (B. Wilson, Love) 6:03
21. Barbara Ann (Fassert) 2:46
22. Fun, Fun, Fun (B. Wilson, Love) 4:49
Créditos:
Brian Wilson: Piano, Piano Elétrico, Vocais
Carl Wilson: Guitarra, Vocais
Dennis Wilson: Bateria, Piano, Vocais
Al Jardine: Guitarra, Vocais
Mike Love: Vocais
Ed Carter: Guitarra
Joe Chemay: Baixo, Vocais
Bobby Figueroa: Bateria, Percussão, Vocais
Bruce Johnston: Baixo, Piano Eletrônico, Piano Elétrico, Vocais
Mike Meros: Orgão, Piano, Piano Elétrico, Sintetizador
(*) Disco lançado originalmente em 2002, em CD duplo.
https://mega.co.nz/#!gh4FUARL!VaFLOLq96EKOICL2fP7EEh6QGKU7MIUUMIZXNyd1sTA
Biografia:
Data de Formação: 1961. Local de Nascimento: Los Angeles, California. País de Origem: EUA.
Estranho seria se a carreira dos Beach Boys não tivesse começado num local como a Califórnia, mais especificamente em Los Angeles, em Hawthorne, uma localidade perto da costa. Brian, Dennis e Carl Wilson, juntamente com Mike Love, um primo, e Al Jardine, um amigo, fizeram dos Beach Boys um dos ícones da música vinda dos Estados Unidos. Os ensaios da formação começaram com a ajuda dos pais que os auxiliaram a alugar instrumentos, e o resultado das experimentações materializaram-se no single "Surfin'", lançado em 1961, e que lhes valeu um contrato com a editora Capitol. A saída de Jardine, de partida para a Universidade, proporcionou a estadia temporária de David Marks no seu lugar.
11O primeiro trabalho lançado com a Capitol foi "Surfin' Safari" em 1962. O single foi editado na altura ideal. A novidade que então era o surf rock, deu ainda mais projecção aos Beach Boys, seguindo as pisadas de nomes como Dick Dale ou Jan & Dean. O disco alcançou o top20 americano, mas "Surfin' USA" suplantou a marca anterior e entrou para os primeiros dez lugares das tabelas. Em 1963, Al Jardine retomou o seu lugar na formação, antes da edição dos primeiros dois álbuns com a mesma designação dos singles triunfantes. Antes, Brian Wilson tinha já assumido a tarefa de produtor da banda. O ano seguinte, trouxe a estreia do conjunto da Califórnia no primeiro lugar dos tops com o single "I Get Around". A senda de triunfo prolongou-se no álbum "Beach Boys Concert" que ficou durante um mês no primeiro lugar nas listas americanas. A formação sofreu nova alteração com a saída de Brian, que preferiu dedicar-se exclusivamente à produção, dando lugar a Bruce Johnston.
1Os anos que se seguiram foram marcados por muitos outros triunfos. Em 65, são lançados dois álbuns, "Summer Days (And Summer Nights!!)" e "Beach Boys' Party", lançado na época de Natal, cujas vendas superaram todas as expectativas. Mas, o trabalho de aperfeiçoamento a nível da produção e composição por parte de Brian Wilson teve a compensação devida com a edição de "Pet Sounds". O disco foi considerado como um dos principais discos da história do rock, algures entre a obra-prima e um marco incontornável para conhecer a evolução da música moderna.
O evoluir da descoberta criativa de Brian acabou por conduzir ao conflito com o resto da banda. O produtor incluiu, nas suas sessões de auto-conhecimento, experimentações cada vez mais frequentes com drogas, principalmente LSD, actividade que não se identificou com a conduta dos restantes elementos. Contudo, o caminho então tomado não trouxe consigo grandes alterações à linha criativa, que se viu ser ultrapassada pelos Beatles em matéria de adaptação à era psicadélica que então se viveu. O álbum da banda de Liverpool "Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band", ofuscou "Wild Honey" dos Boys. A conquista da nova geração de público que então emergia mostrou-se tarefa impossível para o agrupamento californiano. O contrato com a Capitol terminou no início da década de 70, e os Beach Boys assinaram então pela Reprise.
9O primeiro lançamento no novo catálogo, "Sunflower", de 1970, mostrou novamente o carácter único das composições dos Boys, mas um acidente com um vidro ocorrido com Dennis, impediu o baterista de continuar as sessões de gravação do álbum "Surf's Up" de 71, e alterou uma vez mais a formação, desta feita com as entradas de Ricky Fataar e de Blondie Chaplin, originários de uma banda rock sul-africana com o nome The Flame. O primeiro álbum editado inteiramente com os trabalhos dos dois novos elementos, "Carl And The Passions - So Tough", trouxe pela primeira vez sonoridades que nada tinham em comum com o habitual som do surf rock.
A descida das performances imaginativas de Brian começaram a ter repercussões a nível pessoal. Aquele que em tempos havia sido o principal responsável pelo sucesso dos Beach Boys não saía agora de casa e abstinha-se de participar na maioria das acções da banda. O investimento feito depois pela Reprise deixou boquiabertos aqueles que já não acreditavam na salvação comercial dos Boys. A editora apostou em levar os Wilson e restantes elementos para Amsterdão, com as melhores condições possíveis. O resultado foi o álbum "Holland" que não passou do top40.
7Após a edição de algumas compilações que acabaram por valer-lhes novos êxitos, e de terem apostado claramente nos espectáculos ao vivo, deu-se o regresso de Brian Wilson. "15 Big Ones", lançado em 1976, significou um verdadeiro relançamento. "The Beach Boys Love You" foi a prova continuada do renascimento da criatividade de Wilson.
O final da década de 70 e os primeiros anos de 1980 ditaram o desmembramento dos Beach Boys. Os vários conflitos surgidos devido a questões financeiras aceleraram mais ainda um processo que parecia irreversível. A morte de Dennis Wilson em 1983, constituiu, apesar de tudo, um bom motivo para nova reunião da banda, já depois de uma saída e reentrada de Brian. A sua recuperação não fez, no entanto, crescer o entusiasmo à volta de novas edições. Os anos que se seguiram conheceram uma renovada aposta nas digressões em promoção da obra feita, e na edição de algumas compilações. A edição de um novo conjunto de originais ficou para sempre adiada, depois da morte de Carl Wilson. Os espectáculos ao vivo, passaram então a ser a única forma de apresentação dos trabalhos dos Beach Boys.
12Em 2011, retoma-se definitivamente o projecto do álbum perdido, "Smile", gravado originalmente como o sucessor de "Pet Sounds". O disco, com o envolvimento dos músicos vivos, é editado conforme fora inicialmente planeado, embora inserido numa caixa que inclui out-takes (Mário Mesquita Borges, Cotonete; português lusitano).

4 comentários:

Anônimo disse...

cual es la contraseña

Indignaldo Silva disse...

discofilos
Está informada na coluna da direita

Mr. Gado disse...

gracias

Indignaldo Silva disse...

Não há de quê.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...